Ônibus voltaram a circular na Grande Florianópolis

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Os ônibus voltaram a circular nesta terça-feira na Grande Florianópolis. Em razão dos ataques ocorridos na região, nenhuma linha do transporte coletivo urbano funcionou nesta madrugada. Segundo a Secretaria de Mobilidade Urbana da Capital, nesta segunda-feira os veículos deixaram de sair dos terminais à meia-noite.

As viagens noturnas e as que são consideradas de maior risco pela polícia passaram a ser escoltadas por viaturas. O acompanhamento começou às 20h desta segunda-feira. Por motivos de segurança, as linhas que escoltadas pela PM não foram divulgadas com antecedência.

Após entre sexta e domingo, empresas e poder público passaram a tarde de segunda-feira reunidos para avaliar o cenário e discutir possíveis riscos para veículos, passageiros e trabalhadores. Durante esta terça-feira devem ser realizadas novas reuniões entre prefeitura, polícia e poder público para decidir se as linhas noturnas deverão ser interrompidas novamente.

Ônibus não rodaram na madrugada desta segunda

Entre domingo e segunda-feira, Por medidas de segurança, os veículos das empresas Estrela-Insular e Biguaçu-Emflotur começar a rodar apenas depois do amanhecer, por volta das 7h. As demais empresas operam normalmente desde os primeiros horários.

A decisão de retirar os ônibus de circulação durante a madrugada de terça-feira  entre o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros da Grande Florianópolis (Setuf), a Secretaria de Mobilidade Urbana de Florianópolis, o Departamento de Transportes e Terminais (Deter) e a Polícia Militar.

Atentados a ônibus deixam segurança em alerta

Ônibus da Grande Florianópolis desde domingo. A tenente-coronel Claudete Lemkuhl, da Polícia Militar, disse que as linhas que são consideradas de maior risco estão sendo acompanhadas por policiamento velado ou ostensivo para coibir novos ataques.

Desde sexta-feira pelo menos 10 ocorrências ligadas a atentados e assaltos aconteceram na região. Cinco ônibus foram incendiados em , e . A base da Polícia Militar, o pátio da Secretaria de Segurança Pública (SSP), a casa de dois policiais militares e um posto de gasolina também foram alvo de atentados durante o fim de semana. A polícia ainda não confirma se os casos estão relacionados.

Nesta segunda-feira, o sindicato dos trabalhadores do transporte coletivo (Sintraturb) também divulgou , orientando passageiros a evitarem linhas após as 18h30min e antes das 6h15min até que a situação seja normalizada. A nota ainda pede que funcionários do transporte "não reajam nem tentem deter essas ações" e que "apenas saiam dos veículos, que não valem a vida de ninguém".

Informações: Zero Hora

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960