Governo da Bahia sugere passagem de R$ 2,20 para metrô integrado ao ônibus

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

O secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Manuel Ribeiro, afirmou nesta segunda-feira (15.09) que o Estado irá sugerir à Prefeitura do Salvador uma passagem no valor de R$ 2,20 para o Metrô integrado ao Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus (STCO) da capital baiana, rechaçando assim o que vem sendo divulgado pela administração municipal, que a passagem do Metrô custará R$ 4,00. A tarifa sugerida é R$ 0,60 mais barata do que a dos ônibus da capital baiana.

O secretário explicou também que existe um contrato de programa assinado entre a Prefeitura do Salvador e o Governo da Bahia, em 24 de abril de 2013, onde estava prevista a integração entre os sistemas com o pagamento pelo metrô de até duas viagens no STCO ao custo de R$ 1,10 cada.
Com a implantação, pela Prefeitura, da integração irrestrita entre os ônibus do sistema municipal com o conceito do pagamento de uma única tarifa por sentido de viagem, este valor de R$1,10 passa a não ser mais variável em função do número de integrações. Será sempre R$ 1,10, exceto se exceder o tempo previsto para realização da integração.

Pela proposta do Governo do Estado, a população de Salvador poderá comprar um bilhete no valor de R$ 2,20, sendo R$ 1,10 para pagamento aos ônibus e R$ 1,10 para pagamento ao Metrô.
Assim, o usuário que utilizar apenas o metrô paga a tarifa de R$ 1,10 e quem utilizar o sistema integrado ônibus-metrô pagará uma tarifa de R$ 2,20. A sugestão é que essa tarifa seja válida até quando a Linha 1 chegar à Estação de Pirajá e, nesta oportunidade, o sistema de integração física e tarifária será reavaliado.

O secretário explicou ainda que o governo estadual não quer a retirada de todas as linhas para o atendimento exclusivo do metrô, uma vez que o sistema ainda não alcançou sua integralidade. 

Informações: Tribuna da Bahia


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960