Em Maceió, Mais de 3 mil carros são multados por invadir faixas de ônibus

domingo, 14 de setembro de 2014

Segundos dados divulgados pela SMTT, desde a implantação da faixa, 3.687 condutores foram autuados por circularem irregularmente sobre a faixa azul. A via que liga as Avenidas Fernandes Lima, Durval de Góes Monteiro e parte da Tomás Espíndola é destinada aos ônibus coletivos, transportes complementares regulamentados e táxis com passageiros. 
Foto: Marcio Ãndrei
Além dos condutores, 110 motoristas de ônibus foram notificados por trafegarem fora da faixa. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê multa de natureza leve e multa para o condutor que transitar com o veículo na faixa ou pista da direita, regulamentada como circulação exclusiva para determinado tipo de veículo, exceto para acesso a imóveis lindeiros ou conversões à direita.


Já os ônibus e transportes complementares que transitarem fora da faixa azul também recebem multa de natureza média, conforme determina o artigo 185 do CTB. O táxi só poderá circular na faixa azul quando estiver com passageiro e tem livre acesso às demais faixas. O horário para veículos e categorias que usufruem da faixa exclusiva é de 6h até às 20h nos dias úteis, sendo liberado o fluxo após este período, nos finais de semana e feriados.

O principal objetivo da Prefeitura de Maceió era dar mais fluidez e oferecer um sistema de transporte mais rápido aos usuários. Passada a implantação da Faixa Azul, de acordo com o titular da SMTT, Tácio Melo, 40% da frota que atua na cidade de Maceió, fazem uso da faixa azul, como é conhecida popularmente.

“Realizando o trajeto em menor tempo, temos conseguido reestruturar o sistema em vários horários, dando mais conforto aos usuários que aderem ao transporte público coletivo. Após a implantação, as viagens são mais tranquilas e os motoristas saem e voltam dos terminais em seus horários estabelecidos”, explicou Melo.

Para o assistente financeiro, Douglas Silva, a implantação da faixa exclusiva mudou para melhor a rotina. “Como trabalho em uma empresa na Via Expressa, enfrentava trânsito na maioria do trajeto. Com a faixa azul, o meu tempo de deslocamento caiu consideravelmente e hoje consigo chegar com pontualidade ou até com certa antecedência em meus compromissos cotidianos”, disse o assistente financeiro.

Informações: Primeira Edição

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960