Trensurb oficializa serviço de consultoria para metrô de Salvador

quarta-feira, 9 de julho de 2014

A Trensurb assinou, nesta segunda-feira (7), o contrato de prestação de serviços de consultoria especializada em mobilidade urbana para o desenvolvimento e racionalização dos sistemas do metrô de Salvador. A oficialização ocorreu durante reunião do Conselho de Administração da Trensurb.

A partir da contratação, a equipe técnica da Trensurb fica responsável por analisar processos já implantados referentes a edificações, obras de arte, via permanente, sistemas de energia e controle operacional. Além disso, irá acompanhar, a serviço do estado da Bahia, os serviços executados pelo consórcio responsável pelas obras e pela futura operação da Linha 1 do Metrô de Salvador.

Também será avaliada a certificação da implantação – feita por empresa certificadora contratada – anteriormente à entrega dos serviços e obras ao estado da Bahia e posterior concessão para operação. Os termos preveem ainda o acompanhamento técnico da implantação da Linha 2 e o desenvolvimento de um módulo de capacitação de profissionais que irão trabalhar no sistema metroviário baiano. 

O documento, que já havia sido assinado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia, responsável pelo sistema metroviário baiano, é o primeiro contrato de consultoria pública desse tipo firmado pela Trensurb, que colabora tecnicamente - com troca de experiências e informações - com o projeto de adequação e ampliação do metrô soteropolitano desde 2012. 

Conforme o diretor-presidente da empresa gaúcha, Humberto Kasper, esse tipo de consultoria normalmente é desempenhado pela iniciativa privada. "Esse é um trabalho pioneiro para a Trensurb, que pode servir de modelo para futuras prestações de serviços e demonstra como nossa expertise em sistemas de transporte metroferroviário pode ser importante para contribuir na melhoria da mobilidade urbana não só em Porto Alegre e região, mas em outros lugares do País", afirma.

2 comentários:

Transparência disse...

Primeiro a TRENSURB tem que arrumar a própria casa e depois a casa dos outros. Esse contrato é um absurdo.

Transparência disse...

Quem vai pagar os salários, diárias, viagens, etc. etc, dos empregados que farão esta atividades no metrô de Salvador?
É a TRENSURB, o MINISTÉRIO DAS CIDADES ou o GOVERNO DA BAHIA?
Só para informar o pessoal que está para a Bahia têm os salários mais altos da TRENSURB.

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960