Software combate uso indevido de gratuidades do transporte coletivo em Florianópolis

quinta-feira, 17 de julho de 2014

No dia 21 de julho entra em funcionamento o sistema de reconhecimento facial com câmeras instaladas nas catracas dos terminais de integração para evitar que os cartões sejam usados por quem não é o beneficiário.

O funcionamento é simples: a imagem de quem passar o cartão com alguma desconto – parcial (estudantes) ou total (idosos, portadores de necessidades especiais, oficiais de justiça, funcionários dos Correios, fiscais da Delegacia Regional do Trabalho etc.) – será registrada e comparada com a foto do cadastro daquele cartão no Setuf.

Se o sistema constatar diferenças significativas entre as imagens, capazes de tornar suspeita a utilização do cartão, será emitido um alerta. Será feita uma análise criteriosa entre a foto cadastrada e a captada na catraca para constatar se realmente foi utilizado por pessoa não autorizada.

Comprovado o uso indevido, o cartão será bloqueado e por consequência inutilizado. O responsável terá que ir ao Setuf para recuperar o beneficio recadastrar-se e pagar o correspondente a 20 vezes o valor da tarifa pela segunda via do cartão.

Sistemas semelhantes já estão em funcionamento em Limeira (SP), Uberlândia (MG), Porto Alegre (RS), Ilhéus (BA), Caruaru (PE) e várias outras cidades pelo interior da país.

Com informações do Portal da Ilha

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960