Passageiros aprovam BRT Norte-Sul, mas esperam teste em dias úteis

quinta-feira, 17 de julho de 2014

O primeiro dia de operação do transporte rápido por ônibus (BRT) no Corredor Norte-Sul, ligando o Terminal da PE-15, em Olinda, à Avenida Dantas Barreto, no Recife, nesta quarta-feira (16), é de movimento tranquilo. Apesar de aprovarem o transporte, principalmente por ter ar-condicionado, os passageiros se mostram desconfiados com a operação em dias normais, especialmente em horários de maior tráfego de carros.
Foto: Katherine Coutinho / G1
Com uma média de 25 passageiros por viagem, segundo os funcionários da Estação Praça da República, na Dantas Barreto, a nova linha está em teste até o dia 27 deste mês, funcionando apenas de 9h às 16h, de domingo a domingo.
“Essa é uma fase em que verificamos as portas, parada dos ônibus, funcionamento de catracas, adaptação de forma geral”, explica o diretor de operações do Grande Recife Consórcio de Transporte, André Melibeu.

Estão funcionando apenas as estações da Praça da República [Avenida Dantas Barreto] e Shopping Tacaruna, na Avenida Cruz Cabugá, além do Terminal da PE-15. O caminhoneiro Paulo Bento aprovou o novo transporte, mas quer ver em dias normais. “Tem só duas estações funcionando, hoje é feriado no Recife, aí é tranquilo. Quero ver como vai ser quando inaugurar todas e for dia normal”, aponta o caminhoneiro.

Durante a semana, o Grande Recife vai analisar o tempo que o BRT vai levar para fazer o percurso, tendo em vista que vai circular junto a outros veículos – a faixa exclusiva ainda não está concluída. “É todo um processo para garantirmos a confiabilidade do sistema. Vamos ver quanto tempo leva para poder calcular as viagens e intervalos corretamente. Com a confiança das pessoas, elas não lotam um ônibus, porque sabem que tem um outro logo atrás vindo”, aponta Melibeu.

A relações públicas Nailde Batista e o comerciante Jamerson Rodrigues moram em Paulista e geralmente evitam vir ao centro do Recife devido ao trânsito. Quando precisam, usam carro, raramente transporte público, mas resolveram dar uma chance ao BRT nesta quarta. “Se continuar nesse padrão, vai melhorar o trânsito, menos pessoas vão com seu próprio automóvel”, defende a relações públicas.

Morando no bairro de Ouro Preto, a enfermeira Maria Cristina Freitas está animada com a ideia da viagem expressa até o centro do Recife, onde trabalha. “Mesmo não me deixando na porta do trabalho, só de vir rápido é muito bom. Gostei do conforto, não é aquele calor e aquele empurra-empurra do Terminal da PE-15”, conta a enfermeira.

De acordo com o Grande Recife, a previsão é de que, a partir do dia 28 de julho, mais duas estações estejam funcionando no Norte-Sul – a do Parque 13 de Maio e a da Rua do Riachuelo - e o horário de funcionamento passe a ser de 4h30 até a última viagem, programada para as 22h.

Nova estação
Funcionando já em horário comercial, o Corredor Leste-Oeste ganhou mais uma estação nesta quarta-feira (16), a da Avenida Guarapes, que funcionou durante a Copa do Mundo e agora passa a integrar as operações ligando Camragibe ao Centro do Recife.

A dona de casa Maria Francisca da Silva mora no bairro do Timbi, em Camaragibe, e costuma utilizar o transporte. Devota de Nossa Senhora do Carmo, aprovou a nova estação, que fica próxima ao local da festa. “Antes, estava tendo que saltar no Derby. Aqui ficou muito melhor. Estou gostando do BRT, é confortável e rápido”, afirma a dona de casa.

A rapidez e conforto dos veículos até são pontos positivos, mas a distância entre as estações na Caxangá desagradam o aposentado Jorge Santos. “Eu tinha um ponto bem em frente de casa, moro no Cordeiro. Agora ficou muito longe de mim. Acho que só deveria liberar quando tudo estivesse pronto, não acredito muito que vá da certo”, afirma Santos.

A linha de BRT ligando Camaragibe ao centro do Recife conta com 18 veículos, que funcionam de 4h30 às 22h, diariamente.

Por Katherine Coutinho
Informações: G1 PE

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960