Obras da Linha 4 do Metrô alteram fluxo de avenida na Zona Sul do Rio

domingo, 20 de julho de 2014

Uma das principais vias do Leblon, na Zona Sul do Rio, a Avenida Ataulfo de Paiva, terá alterações de fluxo de pedestres e veículos, a partir deste sábado (19), para tratamento de solo no canteiro de obras da Linha 4 do Metrô. A intervenção será mantida até o final da obra na região, prevista para março de 2016.

No local, será construído o poço que funcionará como saída de emergência e área de ventilação da Linha 4 do Metrô. Durante a obra, o poço também será usado para a adaptação do “Tatuzão”. A máquina estará no modo de escavação em areia e, neste local, será preparado para operar em rocha, sentido Gávea.

Mudanças
Na Avenida Visconde de Albuquerque, em frente à Avenida Ataulfo de Paiva, no sentido Gávea, haverá estreitamento de pista, retornando mais à frente para duas faixas de rolamento. Não haverá bloqueio nas garagens, segundo a Linha 4 do Metrô.
Operadores de tráfego trabalharão na região para orientar condutores e pedestres, que deverão seguir as indicações das e passagens, ao transitar pela Visconde de Albuquerque rumo à Ataulfo de Paiva.

300 mil vão usar
Segundo o Metrô Rio, a Linha 4 vai transportar, a partir de 2016, mais de 300 mil pessoas por dia e retirar das ruas cerca de 2 mil veículos por hora/pico. Com a nova linha, o passageiro poderá utilizar todo o sistema metroviário da cidade com uma única tarifa.

Serão seis estações (Jardim Oceânico, São Conrado, Gávea, Antero de Quental, Jardim de Alah e Nossa Senhora da Paz) e aproximadamente 16 quilômetros de extensão. A Linha 4 do Metrô entra em operação no primeiro semestre de 2016, após passar por uma fase de testes.

Informações: G1 Rio

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960