Muitas avenidas de São Luís não têm espaço destinado aos ciclistas

quarta-feira, 23 de julho de 2014

A bicicleta é um dos meios de transporte utilizado por muitas pessoas para chegar ao local de trabalho e também na prática de atividades físicas e de lazer. Mas o percurso pode se tornar perigoso por causa da falta de ciclovias, equipamentos de segurança, e também de alguns cuidados no trânsito.

Pedro Batista, que é pintor, usa como meio de transporte diariamente a bicicleta. Ele mora no Residencial Paraíso, perto da Vila Embratel, na área Itaqui-Bacanga. Trabalha no Renascença dois, próximo à Lagoa da Jansen. No esforço diário, a recompensa é principalmente com a economia no bolso e no tempo.
"É mais rápido do que andar de ônibus e dá para diminuir mais os gastos no fim do mês com transporte", afirmou o pintor.


Assim, são milhares de trabalhadores que usam a bicicleta. Um meio de transporte barato e com pouco gasto de manutenção. Mas nas principais avenidas de São Luís não há espaço destinado aos ciclistas. Eles são obrigados a andar lado a lado com o perigo. Com o fluxo intenso de veículos na capital, é cada vez mais arriscado pedalar.

Para quem anda de bicicleta, há algumas obrigações no trânsito e com o próprio meio. O Código de Trânsito Brasileiro diz que é obrigatório campainha, sinalização noturna dianteira, traseira, lateral e nos pedais e ainda espeçho retrovisor do lado esquerdo. Na magrela de seu Aluízio, com quase 30 anos de uso, não há nada disso. Mesmo assim, ele não troca a bicicleta que ele chama de "Florentina" pelo transporte coletivo.

As regras também atingem a condução, segundo o Código de Trânsito. "Ele tem que se manter o máximo possível do lado direito da via. O Código de Trânsito também protege os ciclistas, pois afirma que ao passar por um deles, o motorista tem que manter uma distância mínima de um metro e meio, para facilitar a segurança", explicou Roberval Lopes, coordenador de Educação para o Trânsito.
Outro detalhe é na travessia de uma pista, na faixa de pedestre. Não pode ser montado, segundo o código de trânsito. O correto é descer e atravessar empurrando a bicicleta.

De acordo com a  Secretaria de Trânsito e Transporte de São Luís, a capital maranhense possui atualmente cerca de 13 quilômetros de vias específicas para o trânsito de bicicletas, e esse número deverá dobrar com o projeto do novo corredor de transporte.

O corredor vai interligar as principais avenidas entre os bairros do São Francisco e Cohab, e terá faixas exclusivas para ônibus e bicicletas.

Informações: G1 MA

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960