Campinas testa por 30 dias ônibus elétrico no transporte público coletivo

quarta-feira, 16 de julho de 2014

No dia de seu aniversário, comemorado nesta segunda-feira, dia 14 de julho, Campinas inicia o teste de um ônibus elétrico para o sistema de transporte público coletivo municipal, considerada uma ação positiva para o meio ambiente e usuários do transporte coletivo. O ônibus elétrico não emite poluente e não precisa do sistema de rede elétrica. Além disso, o veículo possui baixo nível de ruído e melhora o conforto dos passageiros.

A apresentação do veículo foi no Paço Municipal. O evento teve Hino Nacional, Hino de Campinas, parabéns e bolo de aniversário, em comemoração aos 240 anos do município. Participaram o prefeito Jonas Donizette, secretários municipais, vereadores, funcionários da Prefeitura, representantes da empresa chinesa BYD Auto, fabricante do veículo, e a população que passava pelo local.

“Nós conseguimos trazer de volta a estabilidade para Campinas e, com isso, conseguimos projetar o futuro. Um futuro como esse aqui, mais sustentável, preocupado com o meio ambiente e com mais oportunidades para a população”, afirmou o prefeito Jonas Donizette.

“Essa é uma alternativa muito boa para o problema ambiental da cidade. Havendo incentivo, pode ser uma ótima escolha para os deslocamentos urbanos, sem emissão de poluentes e com conforto”, revelou o secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Carlos José Barreiro.
Alunos da EMEF Raul Pila realizaram uma apresentação de fanfarra. Logo após os eventos comemorativos, o prefeito Jonas Donizete, acompanhado por convidados, deu uma volta no novo ônibus, circulando pelo Corredor Central.

Linha beneficiada

O veículo elétrico será testado na linha 5.02 – Circular / Centro, conhecida como “Linhão da Saúde”, por atender diretamente cinco hospitais. A linha possui cerca de 15 quilômetros. Ela parte do Terminal Metropolitano, circulando pelo Centro, e atende os hospitais Casa de Saúde, Irmãos Penteado, Mário Gatti, Renascença e Vera Cruz. Também passa nas proximidades do hospital Samaritano.

A linha 5.02 transporta, em média, 1,6 mil passageiros por dia. O tempo de ciclo é de 52 minutos. As linhas Circular / Centro possuem tarifas diferenciadas, sendo R$ 2,00 para o pagamento com Bilhete Único e R$ 3,00 para o pagamento em dinheiro.

Veículo sustentável

O ônibus elétrico não emite poluente e não precisa de sistema de rede elétrica. Ele passará por testes por um período inicial de 30 dias, com acompanhamento operacional.

O veículo, modelo urbano com piso baixo, pertence à empresa chinesa BYD Auto, que está fazendo uma série de testes no Brasil. A empresa anunciou uma fábrica no município, na região do Terminal Intermodal de Cargas (TIC), com geração de cerca de 450 empregos e investimentos de R$ 250 milhões.

A autonomia do veículo é de entre 250 km e 320 km, dependendo das condições da operação. A recarga da bateria é feita durante a noite, na garagem, por um período de cinco horas.

Com motores elétricos no eixo de tração, o que deixa o carro com baixo nível de ruído e melhora o conforto dos passageiros, o coletivo tem 12 metros de comprimento, 2,55 metros de largura e 3,36 metros de altura. A velocidade máxima atingida é de 70 km/h. O ônibus também é acessível, com área reservada para uma cadeira de rodas. A capacidade é para 80 passageiros.

Com informações da Pref. de Campinas

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960