Aplicativo informa tempo real e duração da viagem de ônibus no Recife

sexta-feira, 11 de julho de 2014

O CittaBus, aplicativo que indica em tempo real o horário da maioria dos ônibus que circulam na Região Metropolitana do Recife, vai mudar de nome e evoluir. A partir do dia 21 de julho se chamará CittaMobi e disponibilizará para os passageiros do sistema de transporte que o utilizam informações, também, sobre o tempo de percurso estimado de cada linha. Numa evolução da versão criada para os deficientes visuais, será possível ao usuário, ainda, escolher em qual parada irá desembarcar e programar um alerta quando o veículo chegar ao ponto.

O aplicativo entrou em operação em fevereiro passado e já está presente em 90% da frota de ônibus do Grande Recife, totalizando onze empresas e 2.700 veículos. Até agora, já são 110 mil downloads e um índice de permanência de 97,5% dos usuários, ou seja, pessoas que acessam o aplicativo, em média, três vezes por dia. Sinal de que aprovam e, por isso, usam. Até porque o CittaMobi chegou ao sistema para compensar uma lacuna histórica de disponibilidade de informações em tempo real sobre o serviço. Em 2012, o Estado contratou um serviço semelhante, só que mais amplo, mas problemas operacionais fizeram o governo cancelar o contrato.

“O CittaBus mudará de nome porque a denominação mobi remete à mobilidade, é mais ampla do que bus, que significa ônibus em inglês. É tanto que está evoluindo. Apostamos na ampliação com a indicação do percurso dos ônibus depois que criamos a ferramenta para o CittaAcessibilidade. Nele, toda a comunicação com o passageiro é por voz, exatamente para atender ao deficiente visual. O aplicativo diz as paradas mais próximas e avisa quando chega naquela que o usuário escolheu. O que fizemos foi trazer a ferramenta para o passageiro comum”, explica Carlos Sampaio, gerente comercial da Cittati, empresa que desenvolveu o CittaBus.


A nova ferramenta funcionará da seguinte forma: depois que o passageiro entrar no ônibus marcará a ação no aplicativo e passará a visualizar as paradas subsequentes do percurso, inclusive com fotos das áreas obtidas pelo Google. A partir daí ele tem opção de escolher a parada na qual irá descer e acionar um alarme. Também será possível, ainda na tela de indicação das linhas, visualizar outras duas opções de veículos que passarão no ponto posteriormente.

Cittati

Uma das razões da mudança para CittaMobi tem a ver com a plataforma urbana de mobilidade que a Cittati desenvolveu e pretende disponibilizar no mercado em breve. Ela permitirá uma interface com diversos órgãos públicos, como CTTU, Samu e Bombeiros, que poderão ser acionados no caso de ocorrências identificadas tanto pela comunicação com os ônibus como pela população, que poderá indicá-las na plataforma.

Informações: NE 10

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960