São Paulo: Corredores metropolitanos de ônibus saem do papel ainda este ano

domingo, 1 de junho de 2014

A EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Metropolitanos) deve tirar do papel ainda em 2014 obras de dois corredores metropolitanos cortando a região Oeste.

Começam ainda este ano, de acordo com a empresa, as obras de implantação do corredor metropolitano Alphaville-Cajamar, que vai, em 28,9 quilômetros de extensão, cruzar as cidades de Barueri, Santana de Parnaíba, Carapicuíba e Cajamar, fazendo integração entre os transportes de ônibus intermunicipais, trens e metrô.

Além da implantação de pistas, o projeto envolve dois Terminais de Integração (Polvilho, em Cajamar, e Antonio João, em Barueri) e reforma do Terminal de Santana do Parnaíba, além de 33 estações de embarque e desembarque e 11,3 km de ciclovia. O futuro corredor também prevê conexão com a estação Carapicuíba, da CPTM, na linha 8. De acordo com a EMTU, nesse primeiro semestre devem ser iniciados os projetos básico e executivo do corredor, que são o estágio anterior às obras.

Esse é o segundo corredor metropolitano com projeto em andamento na região. Mais adiantado, o Corredor Metropolitano Itapevi-São Paulo está com duas etapas em andamento. O primeiro trecho, entre Itapevi e Jandira, de 5 quilômetros, teve as obras retomadas, após quase dois anos de atraso, em dezembro de 2013 e deve ser concluído no final deste ano.

Já este mês foram iniciadas as obras do trecho Jandira – Terminal Carapicuíba, que tem 8,8 quilômetros de extensão e inclui ainda a construção de um terminal de transferência e oito estações de embarque e desembarque. O terceiro trecho, Terminal Carapicuíba – Terminal Km 21 (Osasco), com 2,2 quilômetros de extensão, é o próximo a sair do papel e está em fase final de licitação, de acordo com a EMTU. Nesse trecho também será construído o Terminal de Integração Km 21, em Osasco, duas estações de embarque e desembarque, viaduto em Carapicuíba e alças de acesso. Para esse segmento, a EMTU não divulgou o prazo estimado para início das obras. A estimativa é que nestes três trechos do corredor sejam transportados 33 mil passageiros por dia. 

Itapevi–Cotia
Também esta semana, durante visita à região, o governador Geraldo Alckmin autorizou o início das obras de um terceiro corredor, desta vez ligando Itapevi a Cotia. O projeto, orçado em R$ 94,9 milhões, tem previsão de conclusão até o final de 2015. A integração entre os municípios será feita a partir do Terminal Metropolitano de Cotia, na rodovia Raposo Tavares, até o futuro Terminal Engenheiro Cardoso, fazendo conexão com o Corredor Metropolitano Itapevi - São Paulo. 

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960