Prefeitura de Campo Grande decide congelar tarifa do transporte coletivo

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Quatro meses antes da revisão da tarifa do transporte coletivo de Campo Grande, a prefeitura se comprometeu a manter o valor de R$ 2,70 depois de outubro, segundo reportagem na edição desta sexta-feira (06) do jornal Correio do Estado. Em audiência no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-24ª Região), entre o Consórcio Guaicurus e o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo Urbano de Campo Grande, o prefeito Gilmar Olarte (PP) comprometeu-se a congelar a tarifa. 

Para isso, até o mês de outubro, deve implementar Fundo Municipal de Investimento para Subsidiar Tarifas Gratuitas do Transporte Coletivo. A informação é do presidente da Câmara Municipal, vereador Mario Cesar (PMDB), que também participou da audiência.

A audiência no TRT-24ª Região foi necessária devido à dificuldade do Consórcio Guaicurus, detentor da concessão do transporte coletivo, e do sindicato que representa a categoria, de entrar em acordo. Depois de quatro reuniões entre as duas partes, o caso chegou ao TRT. 

Os trabalhadores queriam 18% de reajuste, enquanto o consórcio alegava não ter condições de conceder o incremento salarial. Como o reajuste dos trabalhadores pode incidir no cálculo da tarifa, a prefeitura também precisou participar das duas audiências realizadas no tribunal. 

Por Patrícia Belarmino.
Informações: Correio do Estado

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960