Ministro diz que BRTs são soluções para a mobilidade urbana

terça-feira, 17 de junho de 2014

O ministro das Cidades, Gilberto Occhi, disse nesta segunda-feira (16), em Niterói (RJ), que os investimentos em corredores exclusivos, os chamados BRTs, estão sendo destinados para todo País. De acordo com o ministro, o modal é uma das principais alternativas para o desenvolvimento dos municípios. "A solução da mobilidade urbana nas grandes cidades passa por investimentos como esse aqui em Niterói, com a construção da Transoceânica, e como é o caso da Transcarioca, no Rio de Janeiro, e dos corredores em Belo Horizonte que entraram em operação recentemente", afirmou Gilberto Occhi durante o lançamento do edital de contratação para as obras do BRT Transoceânica.

Para o ministro, a falta de projetos é um dos grandes gargalos para os investimentos no setor da mobilidade urbana. "É importante que o Brasil se acostume a preparar projetos, pensar de maneira planejada para o futuro, para que o governo federal continue investindo em obras importantes para a população", disse o ministro das Cidades.

Gilberto Occhi também informou que a decisão de oferecer condições diferenciadas de financiamento público aos municípios só é viável por meio das condições de pagamento facilitadas pelo governo federal, com prazos mais longos e taxas de juros reduzidas.

O governo federal já investiu aproximadamente R$ 93 bilhões em mobilidade urbana no País que, somados aos R$ 50 bilhões do Pacto Nacional para novos empreendimentos, totalizam cerca de R$ 143 bilhões de recursos disponíveis para obras e projetos.

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, destacou que foi preciso vencer diversas etapas antes de realizar o lançamento do edital da Transoceânica, como a elaboração do projeto básico do empreendimento e a seleção da proposta pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Urbana. "As pessoas acham que é fácil chegar no dia de hoje. Precisamos vencer etapas que demandaram tempo e esforço para tornar viável e possível esta obra", afirmou Neves.

Para o prefeito, as obras de mobilidade urbana são vitais para a qualidade de vida em Niterói. "Nós estamos fazendo um esforço para pensar em ações de curto prazo como mãos reversíveis, agentes de trânsito nas ruas, mas essas ações são pontuais, o que vai nos garantir melhor mobilidade vai ser estruturar o projeto de mobilidade urbana", finalizou Rodrigo Neves.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960