Domingo começa com tarifa mais barata em Florianópolis

domingo, 1 de junho de 2014

A partir deste domingo (1), a tarifa do transporte coletivo fica mais barata em Florianópolis. O valor passa de R$ 2,70 para R$ 2,58 no pagamento com cartão e de R$ 2,90 para R$ 2,75 em dinheiro. O anúncio da antecipação da redução da passagem foi feito pela prefeitura na sexta-feira (30).

O aviso de que haveria diminuição no valor havia sido feito no dia 30 de abril, quando a prefeitura assinou o contrato com o consórcio que venceu a licitação do transporte público da cidade. O consórcio Fênix, vencedor do processo, é formado pelas empresas Estrela, Emflotur, Transol, Insular e Canasvieiras, que já atuavam no transporte da cidade. O grupo poderá explorar o sistema de ônibus na capital pelos próximos 20 anos.

Inicialmente, a redução havia sido anunciada para 1º de agosto. A antecipação, segundo o prefeito, Cesar Souza Júnior (PSD), deve-se, principalmente, ao aumento do número de usuários do sistema e à correção do subsídio às empresas. De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana, a alteração no número de passageiros de ônibus foi devido ao congelamento de preço da tarifa, que é o mesmo desde 2012.

Novos ônibus
O prefeito anunciou ainda a entrada em funcionamento de 60 ônibus novos, “todos dotados de climatizadores”, para renovar a frota que circula pelas linhas alimentadoras. A Secretaria de Mobilidade Urbana informou que, até esta sexta, dois desses novos veículos, já com a pintura do Sistema Integrado de Mobilidade (SIM) circulavam na cidade, sendo um deles articulados.

Os demais, deverão ser colocados nas ruas até 1º de novembro, quando o consórsio assume o transporte público da capital. A Secretaria também informou que, além dos dois novos ônibus, outros veículos antigos também receberam a nova pintura e estão circulando na cidade.

Subsídio
No dia 30 de abril, o prefeito homologou novo subsídio, de R$ 0,42 por passageiro, às empresas do transporte coletivo. Segundo o decreto, o aumento do auxílio ocorreu devido a não alteração no preço da tarifa desde janeiro de 2012, sendo que os preços do óleo diesel e da mão de obra sofreram alterações.

A Secretaria de Mobilidade Urbana informou que o subsídio anterior era de R$ 0,28 por passageiro e confirmou o aumento. O auxílio será dado às empresas até 1º de novembro, quando o consórcio assume a administração do transporte público. Após essa data, não será mais concedido subsídio.

A prefeitura arcará com os pagamentos das gratuidades, como o passe-livre para estudantes carentes, a tarifa social, a passagens dos idosos e o desconto de 50% para alunos. Atualmente, esses valores já são incluídos no subsídio dado às empresas, segundo a Secretaria de Mobilidade Urbana.

Alterações
Outras mudanças no sistema de transporte público já estão em vigor desde 1º de maio: a integração, que antes era feita somente nos terminais e com tolerância de 30 minutos entre desembarque e embarque, passou a ser possível em qualquer ponto de ônibus, com prazo de tolerância ampliado para duas horas, segundo a prefeitura.

O passe-livre para estudantes carentes e a tarifa social para todos os bairros da cidade entrarão em vigor a partir de 1º de agosto. Atualmente, o benefício da tarifa social está restrito às comunidades do Maciço do Morro da Cruz. Têm direito à tarifa social famílias com renda de até três salários mínimos ou renda individual de até meio salário mínimo.

Em relação ao aumento de número de ônibus e à criação de novas linhas, a Secretaria de Mobilidade informou que tudo está em estudo e que um cronograma com alterações será apresentado pelo consórcio.

Por Joana Caldas

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960