Pista para ônibus BRT será liberada nesta quarta-feira em Porto Alegre

terça-feira, 13 de maio de 2014

Será liberada na próxima quarta-feira (14) a pista no sentido bairro-centro da Avenida Padre Cacique, em Porto Alegre. O local estava bloqueado desde o início das obras no entorno do Beira-Rio, que inclui novas passagens para o sistema Bus Rapid Transit, os BRTs. Este tipo de coletivo, no entanto, ainda não transitará pelo local, já que precisa passar por uma licitação antes.

Já no outro lado da avenida, a circulação centro-bairro depende da liberação da obra do viaduto Pinheiro Borda. A previsão para o término da construção é final de maio, de acordo com o secretário de Gestão da capital, Urbano Schimitt. Porto Alegre receberá cinco partidas do Mundial, entre junho e julho deste ano.
"A visão é de muito otimismo. Estamos em uma área que vai ficar pronta, tanto a Padre Cacique, Rua A, B e C. É um lado positivo", apontou Schmitt em entrevista ao Jornal do Almoço, programa da RBS TV, nesta segunda-feira (12).

De acordo com o secretário, enquanto outros estados brasileiros usaram o dinheiro do Governo Federal para investir nos estádios, a capital gaúcha investiu para obras de mobilidade para a Copa. A um mês do evento, entretanto, a maioria das construções que eram prometidas para a data teve a entrega adiada.
"O Fortunati pegou R$ 888 milhões para 14 grandes obras desejadas há muitos anos. Foi a Copa que permitiu esse empréstimo. São as obras que têm impacto para a Copa", assegurou Schmitt.

Segundo a secretaria, o novo corredor construído na Avenida Protásio Alves está 85% pronto e não vai ficar pronto para o Mundial. Da mesma forma, na Avenida Bento Gonçalves, a obra está 92% pronta, mas sem chances de conclusão até o dia 12 de junho. "Não fica pronta para a Copa, mas depois fica. São obras que ficam prontas para a sociedade. Os recursos estão garantidos", reforçou o secretário, que acrescentou que somente o evento permitiu esse empréstimo à prefeitura.

A justificativa para os atrasos, conforme Schimitt, é o fato de as obras acontecerem em uma "cidade viva". "Temos a Voluntários, que agora tem todo um trabalho de arqueólogos, temos problemas na área judicial, e cada assunto tem seu tempo", pontuou.

Sobre os entulhos que se aglomeraram entorno do estádio Beira-Rio, principal palco do evento, Schimitt garantiu que serão retirados. "As ruas ficarão limpas, os corredores vão ficar limpos. Assim como os viadutos, que vão estar prontos e vão ser úteis para a Copa", completou.

Informações: G1 RS

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960