No Recife, Motoristas da empresa de ônibus Borborema protestam por direitos trabahistas

terça-feira, 6 de maio de 2014

Os motoristas e cobradores da empresa Borborema fizeram uma paralisação na manhã desta terça-feira (6) na garagem do Curado, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Os funcionários se recusaram a sair para trabalhar, porque segundo eles, a empresa não tem pago benefícios trabalhistas. A mobilização começou às 4h e não tem previsão para acabar. Em nota, a Borborema afirmou que está em dia com seus empregados.

Segundo os funcionários, a empresa não tem pago horas extras, vale alimentação e atestados médicos, além de haver relatos de assédio moral no ambiente de trabalho. Eles estão concentrados na entrada da garagem, próximo à fábrica da Kibon Sorvane, no Curado. No local, estão representantes da Central Única dos Trabalhadores, do Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco e o grupo de motoristas e cobradores.

No Terminal Integrado de Joana Bezerra, na área central do Recife, um grupo de funcionários realizou outra manifestação. Esse grupo chegou a sair para trabalhar hoje, mas decidiu parar. Segundo o Consórcio Grande Recife de Transporte, um dos motoristas estacionou um ônibus atravessado na portaria do terminal, gerando tumulto. A Polícia Militar foi acionada e está no local, para evitar alterações.

Nas ruas da Zona Oeste da cidade, a população já sente a falta dos ônibus. Linhas como a CDU/Caxangá/Boa Viagem, que fazem a rota da Oeste para a Zona Sul, não estão circulando, o que força o passageiro a buscar rotas alternativas. Outra linha que prejudica quem segue para o Sul da cidade é a PE-15/Boa Viagem, que integra no terminal de Joana Bezerra. A empresa ainda não se pronunciou sobre a paralisação.

O Grande Recife informou que da garagem do Curado partem 118 veículos de 18, mas apenas 24 ônibus estão nas ruas. Ainda não há informação da quantidade de pessoas prejudicadas pela paralisação.
A Borborema divulgou uma nota informando que tem pago corretamente salários e benefícios a seus empregados. Leia o comunicado na íntegra:

Em relação ao protesto ocorrido hoje, no Terminal do Curado, a Borborema explica que o pagamento dos funcionários está em dia e que as horas extras estão sendo pagas de acordo com o cronograma da empresa. A Borborema afirma que dos 400 veículos da empresa, 88 deixaram de circular. A empresa acrescenta, que até o momento, não havia recebido nenhuma pauta de reivindicação de nenhum representante de classe, mas que pretende ouvir e conversar com os trabalhadores. 

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960