Em Curitiba, Estação-tubo da PUC vai triplicar de tamanho, reaproveitando material de tubos antigos

segunda-feira, 19 de maio de 2014

A estação PUC vai triplicar de tamanho. Localizada em frente ao campus da PUC no Prado Velho, a estação passará de 19 para 57 metros quadrados de área interna e terá novo padrão e materiais voltados a ampliar o conforto de operadores e usuários.

A obra é resultado de convênio entre a Urbs e o Grupo Marista/PUC e foi viabilizada com o reaproveitamento de estações desativadas, prática adotada pela Urbs que permitiu, por exemplo, quadruplicar o tamanho da Estação Osternack, no Sítio Cercado, que passou de dez para 40 metros quadrados de área interna.

São estações que foram substituídas por outras e que deixaram estrutura em condições de reutilização. Essas estações ficam guardadas no pátio da Área de Manutenção da Urbs, no bairro Tingui e em terreno cercado e destinado exclusivamente à guarda das grandes estruturas de ferro e aço, no bairro Campo Comprido. Vidros e peças menores, sujeitas a vandalismo, ficam armazenadas em áreas internas da Urbs.

Atualmente estão guardadas em pátios da Urbs as estruturas de aço e ferro, em diferentes tamanhos, de seis estações de Ligeirinho e nove estações de biarticulado que serão reaproveitadas em projetos de ampliação e melhoria de outras estações, entre elas a Bairro Novo, obra prevista para o segundo semestre do ano.

A estação Bairro Novo é o ponto inicial da linha Bairro Novo que atende a 15 mil passageiros/dia e tem ponto final na estação Osternack, no Sítio Cercado. Além de passar de sete para 27 módulos, a Bairro Novo será transferida da rua Alferes Poli para o interior da Praça Rui Barbosa.

Nova Estação PUC

A estação PUC, onde passam em média por dia 2,5 mil passageiros dos Ligeirinhos Aeroporto, Curitiba/Fazenda Rio Grande e PUC/Rodoviária é uma estação com sete módulos que fica em frente ao campus no Prado Velho.

A nova estação será relocada para o canteiro formado na confluência da Imaculada Conceição com a avenida Senador Salgado Filho, em frente ao portão 1. Além de maior, mais confortável e mais segura, ela terá também ajardinamento no entorno.

Os tubos que formarão a estação serão acoplados lateralmente criando espaço amplo de circulação interna. Na reforma serão utilizados novos materiais, buscando melhorar o conforto térmico. É o caso da manta térmica na cobertura, vidros revestidos e breeze metálico reduzindo a incidência dos raios solares.

As obras de reforma das estruturas e implantação da nova estação serão contratadas pela PUC,  em um investimento de R$ 395 mil, como medida mitigadora a intervenções feitas há alguns anos.

A Urbs fornecerá, além do projeto, as estruturas de estações que foram desativadas em outras obras, como a substituição de estações do eixo Norte/Sul. As obras de preparação da base e pavimentação do local onde a nova estação será implantada já foram realizadas pela Prefeitura.

Informações: URBS

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960