Licitação do transporte coletivo de Salvador perto de sair do papel

quinta-feira, 3 de abril de 2014

A Prefeitura de Salvador publica o aviso de licitação do Sistema de Transporte Coletivo de Salvador (STCO) no Diário Oficial do Município desta quinta-feira (3). O edital prevê a exploração dos serviços de transporte público da capital, feitos por ônibus.

Segundo a Assessoria Geral de Comunicação (Agecom), a média de idade da frota de ônibus vai ser reduzida para 3,5 anos até 2016 e o reordenamento das linhas pretende diminuir o tempo de viagem e aumentar a frequência de ônibus nos pontos e terminais.

O secretário de Urbanismo e Transporte, José Carlos Aleluia, afirma que, depois da licitação, os ônibus a serem incorporados à frota terão sistema de ventilação e serão adaptados para utilização de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, de acordo com a Agecom. Os novos veículos também deverão ter motorização padrão Euro V, o que reduz a emissão de gases poluentes.

Entre os aspectos previstos no edital, estão o prazo de exploração dos serviços de 25 anos, sem renovação, pela empresa que apresentar o maior valor de outorga e a adoção do sistema de monitoramento da frota, realizado em tempo real através de GPS. O edital também prevê que as concessionárias terão que prestar informações através de painéis de mensagens, sobre os horários de passagem dos ônibus em tempo real nos terminais, estações e pontos de parada, e que a possibilidade de consulta sobre linhas e horários de ônibus pelo usuário também pelo celular via SMS.

Ainda conforme o edital, a tarifa inicial será de R$ 2,80 com previsão de reajuste anual, baseada na variação no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), e o primeiro reajuste deverá ocorrer apenas em janeiro de 2015. Um serviço de call center será criado para prestar informações e receber reclamações, por telefone, e os ônibus ainda terão painéis digitais com informações de linhas e trajetos, complementando o painel dianteiro.

Reportagem iBahia


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960