Nova licitação das linhas de ônibus do Grande Recife será na próxima semana

quarta-feira, 26 de junho de 2013

O relançamento da licitação das linhas de ônibus que circulam no Grande Recife não ocorreu na última sexta-feira (21), como havia sido anunciado pelo Governo do Pernambuco. De acordo com a assessoria de imprensa do Grande Recife Consórcio de Transporte, o edital será publicado esta semana. O atraso ocorreu por causa dos ajustes que estão sendo feitos.

A primeira licitação foi divulgada em janeiro deste ano, mas as empresas boicotaram e não houve propostas apresentadas. Em meio a protestos pela melhora no transporte público em todo o País, o governador Eduardo Campos (PSB) disse que a licitação seria relançada, com modificações, na sexta (21). Prevista em lei desde 1993 e prometida pelo Governo do Estado há mais de dez anos.


Segundo informações de bastidores, a primeira licitação foi boicotada porque havia muitas exigências para pouco retorno financeiro.

Atualmente, 18 empresas têm permissão para operar no Grande Recife, que somam 2.456 veículos e transportam quase 2 milhões de passageiros.

Pela antiga licitação, 2.644 veículos e oito empresas atuariam atendendo a exigências como ar-condicionado em todos os veículos, cumprimento de viagens, cumprimento de intervalos e renovação da frota. O edital determinava, por exemplo, idade média de três anos e meio para ônibus convencionais e de cinco anos para os articulados e que ar-condicionados deveriam ser instalados nos 1.463 veículos que integram o Sistema Estrutural Integrado (SEI) e até junho de 2014 e nos 1.181 ônibus restantes em até sete anos.

Informações: JC Online
READ MORE - Nova licitação das linhas de ônibus do Grande Recife será na próxima semana

Governo de São Paulo apresenta projetos de mobilidade urbana

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta terça-feira, 25, no Palácio dos Bandeirantes, os projetos de mobilidade urbana que serão apresentados ao Governo Federal, com base no Pacto divulgado pela presidente Dilma Rousseff na última segunda-feira, 24, por meio do qual serão repassados aos Estados, entre recursos do orçamento e financiamentos, cerca de R$ 50 bilhões.

Segundo Alckmin, o caminho do Governo de São Paulo é sempre em busca de boas parcerias, e os investimentos em mobilidade urbana "devem partir dos três níveis de governo". Mediante isto, serão apresentados três projetos de ampliação e melhoria no transporte público: um de pneu e dois de trilhos.

Pneu - Ampliação do Corredor Noroeste
O Corredor Metropolitano  Noroeste será estendido até as cidades de Nova Odessa, Americana e Santa Bárbara d'Oeste. Serão 24,5 km de corredor e o investimento será  de R$ 160 milhões. Além deste trecho, estão em desenvolvimento os projetos de obras para o trecho de 3,7 km  entre Campinas e Sumaré, que representam um investimento de R$ 70 milhões. Todas estas obras serão entregues em 2014. Hoje o Corredor Metropolitano Noroeste possui 32,7 km de extensão e liga Campinas, Hortolândia e Sumaré.

Trilhos - Ampliação, reforma e modernização da CPTM
Trinta estações de trem da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) - que já estão passando por reformas de acessibilidade a pessoas com deficiência física -, ampliação das linhas e modernização das estações. Serão investidos R$ 1,2 bilhão.

Trilhos - Expansão da Linha 5-Lilás até o Jardim Ângela
A Linha 5-Lilás, que hoje sai do Campo Limpo e vai até o Largo Treze, será expandida até o Jardim Ângela, com mais três estações. Serão novos 4km de Metrô e o investimento previsto é de R$ 2 bilhões. As três novas estações serão: Parque Santo Dias, Parque São José e Jardim Ângela.

Obras em andamento
O Governo do Estado, pensando na agilidade da locomoção diária dos paulistas, realiza simultaneamente quatro obras no Metrô. Além de 98 novos trens que formam a primeira frota das linhas 1-Azul e 3-Vermelha. Desses 98, 33 trens já foram modernizados e equipados com ar-condicionado e câmeras de vigilância. Os demais serão entregues gradativamente. Veja os detalhes.

Informações: Governo de São Paulo

READ MORE - Governo de São Paulo apresenta projetos de mobilidade urbana

Fábrica de monotrilhos cria cadeia de fornecedores

Linhas do monotrilho já em construção em São Paulo e Manaus estão abrindo mercado para fabricantes de trens para esse sistema e criando no entorno uma cadeia de fornecedores. Pelo menos três polos regionais estão sendo abertos. Só a Bombardier, empresa canadense de material ferroviário, investiu 15 milhões de euros na fábrica de Hortolândia, no interior de São Paulo, atraindo fornecedores para a região.
Fotografia: Folha de SP
"Serão 250 empregos diretos e 500 indiretos, e já estamos gerando fornecedores locais e regionais para os nossos componentes", diz Luis Ramos, diretor global de comunicação da Bombardier.


A fábrica deve produzir os 54 vagões da linha 15 do monotrilho de São Paulo que está sendo construída pelo Projeto Expresso Monotrilho Leste. A linha liga a estação de Vila Prudente ao Hospital Cidade Tiradentes, com 24,5 quilômetros e 17 estações, atendendo mais de meio milhão de passageiros por dia. O primeiro trecho será concluído em 2013, o segundo em 2014 e a totalidade do empreendimento em 2016.

"Nossa ideia é gerar ao redor da planta uma esteira de fornecedores que passem a fabricar os componentes", explica Ramos. "São dezenas de fornecedores que produzem desde componentes metálicos, sistemas de frenagem, peças de interior, bancos, vidros. Estamos tentando fornecedores instalados no Estado de São Paulo. Neste momento, a Bombardier está chegando próxima de 60% de incorporação nacional nesses carros", afirma. Os outros 40% são importados da China, Índia, Canadá e Espanha, entre outros países. A capacidade instalada de produção da fábrica é de um carro de monotrilho por dia e, segundo o diretor, é uma preparação para futuramente exportar.

Além de abrir mercado para fornecedores, a Bombardier fechou contrato com a Ceva Logistics, uma das líderes mundiais na gestão da cadeia de suprimentos. Serão R$ 12 milhões em três anos. A empresa será responsável pelo gerenciamento de toda a operação logística da Bombardier dentro da unidade industrial. "Nossa experiência como um dos principais provedores de soluções logísticas do mundo nos permite garantir um alto padrão de excelência e agregar valor às operações da Bombardier", afirma Milton Pimenta, diretor da Unidade de Negócio de Logística Industrial da Ceva Logistics no Brasil. "A capacidade que temos de gerenciar cadeias de suprimentos end-to-end (de ponta a ponta) e a alimentação de linhas de produção permitirá que a Bombardier se concentre em seus negócios, com a certeza de que sua operação logística vai funcionar sem preocupações".

Os 24 trens da linha 17 do monotrilho de São Paulo serão fabricados pelo grupo carioca MPE, juntamente com a companhia malaia Scomi. A fábrica, no bairro de Paciência, no Rio de Janeiro, recebeu investimentos de R$ 30 milhões, podendo chegar a R$ 50 milhões, neste caso considerando expansões para atender potenciais projetos de monotrilhos em outras cidades do país.

De acordo com a MPE, os investimentos na fábrica foram feitos com o apoio da Scomi, que fornece a tecnologia e o projeto dos trens do monotrilho. Os trucks (sistemas de rodas) e os sistemas eletrônicos dos veículos serão importados. Apesar da compra de componentes no exterior, o índice de nacionalização deve ficar em torno de 65%.

Voltada para o projeto do monotrilho de Manaus, a MPE fez parceria com a Brassell e a Scomi, constituindo uma outra empresa, a Quark. A nova companhia está investindo R$ 35 milhões na fábrica no Estado do Amazonas, que vai atuar de forma complementar à unidade industrial da MPE, no bairro da Paciência, no Rio. Enquanto a fábrica do Rio de Janeiro atuará com foco na fabricação das caixas de alumínio dos trens, a unidade de Manaus produzirá equipamentos eletroeletrônicos para os trens.

Como está ocorrendo em Hortolândia, com a Bombardier, também a MPE, no Rio, e a Quark, em Manaus, estão formando suas próprias cadeias de fornecedores. Além dos projetos aos quais estão ligadas, as empresas apostam no crescimento do monotrilho em outras capitais e na exportação dos trens. A linha 18 do monotrilho de São Paulo, por exemplo, deverá ser licitada ainda este ano.

Informações: Revista Ferroviária
Fonte: O Globo
READ MORE - Fábrica de monotrilhos cria cadeia de fornecedores

Salvador terá via exclusiva de ônibus da Lapa ao Iguatemi

O prefeito ACM Neto afirmou nesta terça-feira, 25, que vai apresentar nos próximos dias projeto de vias exclusivas para ônibus da Lapa ao Iguatemi, orçado em R$ 1 bilhão. "Vamos aproveitar muito bem parte dos R$ 50 bilhões que a presidente prometeu liberar para o setor de transportes", afirmou.

Neto participou do encontro nesta segunda, 24, com a presidente Dilmae ao retornar a Salvador afirmou que a prefeitura também vai lançar, depois de quase 20 anos, a licitação para a escolha dos novos concessionários do transporte coletivo. 

Informações: A Tarde

READ MORE - Salvador terá via exclusiva de ônibus da Lapa ao Iguatemi

Funcionários do transporte coletivo de Ponta Grossa entram em greve

Usuários do transporte coletivo de Ponta Grossa, no interior do Paraná, vão começar esta quarta-feira (26) sem ônibus nas ruas. O Sindicato dos Motoristas e Cobradores do Transporte Coletivo de Ponta Grossa, em assembleia com a categoria, decidiu iniciar uma greve a partir das 0h.

Eles querem que a empresa Viação Campos Gerais (VCG) ofereça uma nova proposta de acordo salarial. Caso contrário, os ônibus só voltam a circular caso haja alguma decisão judicial que obrigue os motoristas e cobradores a voltar ao trabalho.

De acordo com o sindicato, maio é a data-base dos profissionais do transporte coletivo. Desde então, o acordo coletivo tem sido discutido entre trabalhadores, empresa e município. Segundo o presidente Ricardo Alexandre, foram realizadas nove rodadas de negociação na tentativa de conseguir 12% no salário real e 100% no vale-alimentação.

O salário inicial de um motorista júnior é de R$ 1.042, e do pleno, R$ 1.318,03. Já um cobrador no início de carreira ganha R$ 789. O vale-alimentação é de R$ 120, e o sindicato pede que suba para R$ 240. “Nós queremos que o valor fique próximo ao que foi conseguido nas outras cidades do estado. Em Curitiba, o ticket alimentação é de cerca de R$ 320, no norte é de aproximadamente R$ 350”, argumenta o presidente.

Informações: G1 PR

READ MORE - Funcionários do transporte coletivo de Ponta Grossa entram em greve

Mudanças no edital do trem-bala saem até sexta-feira

O presidente da EPL (Empresa de Planejamento e Logística), Bernardo Figueiredo, afirmou que até sexta-feira serão publicadas as alterações no edital da licitação do projeto do trem-bala ligando Campinas-São Paulo e Rio de Janeiro.

A concorrência da primeira etapa do projeto, que vai contratar uma empresa para fornecer e operar os trens, está marcada para começar em 13 de agosto. O edital da primeira concorrência foi publicado no fim do ano passado e alterações ainda podem ser feitas até o fim do mês.


O governo ainda terá que fazer outras duas concorrências para esse projeto se concretizar. Uma para contratar uma companhia para realizar o projeto e outra para escolher a empresa que vai construir a linha e as estações.

Segundo Figueiredo, a principal mudança no edital será a redução do valor que as companhias terão que pagar ao governo pelo uso da linha do trem. Esse valor estava definido em cerca de R$ 27 bilhões no mínimo por todo o contrato. O novo valor será mais baixo. Isso ocorrerá, segundo ele, para adequar o valor a ser pago pelas empresas à nova taxa de retorno oferecida pelo governo para esse projeto, maior que a anterior que era de em torno de 6% ao ano.

Figueiredo, contundo, não informou qual será o novo valor que as empresas vão pagar e nem a nova taxa de retorno. Segundo ele, a definição ainda depende de estudos do Ministério da Fazenda. Outras mudanças técnicas no edital também serão realizadas, segundo ele.

A intenção do governo com as mudanças é tornar o projeto mais atrativo à iniciativa privada com a intenção de atrair investidores para o projeto. Empresas da Espanha, França, Alemanha, Japão e Coréia do Sul já mostraram interesse no projeto. Mas, por enquanto, só o grupo espanhol confirmou que participará.

Informações do mercado apontam que as empresas francesas também continuam interessadas. A de outros países já demonstram menos interesse atualmente pelo projeto.

Segundo Bernardo, não há mudanças no valor estimado do projeto, cerca de R$ 33 bilhões em valores de 2007. Esse valor só será modificado quando o governo terminar o projeto executivo da obra, o que só deve ocorrer no próximo ano.

"O projeto é muito antigo. Só posso trocar o valor por um novo quando tiver um mais definitivo", afirmou Figueiredo.

Segundo Figueiredo, os protestos nas ruas não abalaram o humor dos investidores típicos do setor de infraestrutura em relação aos projetos de concessões do governo federal.

Ele contou que, na semana passada, representantes de 30 investidores estavam numa reunião na EPL sobre ferrovias. Para ele, as soluções de infraestrutura propostas pelo governo fazem parte de um pacote para melhorar a qualidade geral dos serviços públicos no país.

"Tudo o que estamos fazendo é parte da solução dos problemas que afligem a sociedade",disse Figueiredo.

Por Dimmi Amora
Informações: Folha de SP
READ MORE - Mudanças no edital do trem-bala saem até sexta-feira

Implantação de mais corredores de ônibus em Goiânia tem aprovação de 85% da população

A grande maioria dos usuários de transporte coletivo em Goiânia é favorável à implantação de mais corredores de ônibus pela cidade. É o que constatou uma pesquisa divulgada na tarde desta quarta-feira (19/6) pela Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC). O estudo tem como foco a avaliação da população sobre o corredor da avenida T-63, em processo de implantação desde 5 de março.
Fernando Leite/Jornal Opção
A pesquisa foi realizada pelo Instituto Verus entre 12 e 14 de junho com 900 entrevistados divididos igualitariamente em três grupos: motoristas, usuários de transporte coletivo e moradores da região.
Os dados divulgados revelam que 85% das pessoas que fazem uso de ônibus na capital querem mais corredores e que 70% são favoráveis à proibição de estacionar nesses pontos. Entre os moradores das proximidades da avenida, no entanto, os números caem para 43% e 59%, respectivamente. A margem entre motoristas é de 54% e 63%

Os números são mais discrepantes quando o assunto é o ganho de tempo e melhoria no trânsito após a implantação do corredor. Para 60% dos usuários de transporte coletivo houve diminuição no tempo de viagem e para 50% deles o tráfego se tornou menos caótico. Entre os motoristas, porém, apenas 31% e 42% concordam com essas proposições. Já entre os moradores, os índices caem para 30% nos dois quesitos.

O estudo também aferiu que 15,3% dos usuários de transporte coletivo ainda não havia notado a implantação do corredor. O número foi de 4% entre os motoristas e de 2% entre aqueles que residem próximo à avenida.

A CMTC divulgou também um levantamento que demonstra que, após o processo de instalação do corredor, a velocidade média dos ônibus na T-63 subiu de 15,85km/h para 19,5km/h. A pesquisa concluiu ainda que o número de passageiros que passa pelo local subiu de 80.894 para 82.598 por dia desde o dia 5 de março.

Por Thiago Burigato
Informações: Jornal Opção
READ MORE - Implantação de mais corredores de ônibus em Goiânia tem aprovação de 85% da população

Senado aprova desoneração de tarifas de transporte público

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou hoje (25) o projeto de lei que institui o Regime Especial de Incentivos para o Transporte Coletivo Urbano e Metropolitano de Passageiros (Reitup). Na presidência da reunião, o senador Sergio Souza (PMDB-PR) marcou a votação em turno suplementar para o próximo dia 2 de julho.

A proposta (PLC 310/2009) tem como objetivo diminuir os preços das tarifas cobradas dos usuários por meio da redução da carga tributária incidente sobre esses serviços.

Já aprovado em duas comissões do Senado, o projeto entrou na pauta da CAE na última terça (18), após manifestações contra o aumento no preço das passagens de ônibus em diversas cidades do país.

Segundo o presidente da CAE e relator da proposta, senador Lindbergh Farias (PT-RJ), o Reitup pode levar à redução de até 15% nas tarifas de transporte público.

Como tramita em caráter terminativo e foi alterado, o projeto não deve passar pelo Plenário do Senado, mas retornará ao exame de uma comissão especial da Câmara dos Deputados. Se aprovado definitivamente pelos deputados, seguirá para sanção da presidente Dilma Rousseff.

Informações: Agência Senado

READ MORE - Senado aprova desoneração de tarifas de transporte público

Governo do Ceará define três novos projetos de mobilidade após anúncio de Dilma

O Governo do Estado definiu nesta terça-feira (25) três projetos na ordem de R$ 2,1 bilhões para serem apresentados para o Pacto Nacional da Mobilidade Urbana do Governo Federal. As medidas consistem na duplicação da Linha Oeste, que liga o Centro de Fortaleza a Caucaia e a ampliação da Linha até o Porto do Pecém (mais 54 km de extensão). Além da eletrificação do Ramal Parangaba-Mucuripe.

O Estado informou que os projetos já estavam prontos e aguardavam apenas a sinalização do Governo Federal. A definição aconteceu durante reunião entre o governador Cid Gomes, a Secretaria da Infraestrutura e representantes da Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos.


De acordo com o secretário de infraestrutura do Estado,  Adail Fontenele, a Linha Oeste tem que ser duplicada e novos equipamentos de viadutos devem ser construídos. "Tinhamos um projeto básico que será viável de imediato sendo aprovado em Brasília. Vamos tentar dar início ainda nesse ano". Entretanto, explica que o projeto tem que ser atualizado e as obras não devem ficar prontas em menos de um ano e a duplicação da linha a Caucaia pode demorar até 3 anos. "Por mais que a gente tenha algum projeto antigo temos que atualizar. São obras que não ficarão prontas em menos de um ano, a de Caucaia deve levar três anos para ficar completa".

Adail informou que os projetos serão enviados ao Governo Federal na próxima semana. "Nós vamos mandar na próxima semana. Acreditamos que com essas obras, vamos conseguir oferecer um bom serviço a essa região. Estamos satisfeitos".

O Pacto Nacional da Mobilidade Urbana foi anunciado pela presente Dilma Roussef na segunda-feira (25), em resposta às manifestações populares que tomam conta das ruas do País. A medida vai disponibilizar R$ 50 bilhões para obras de mobilidade urbana.

Linha Leste do metrô deve ficar pronto em 2014

A Linha Leste do metro passa por processo licitatório e o processo apresentado pelas empresas não pode ser superior a R$ 2,5 bilhões (apenas obras civis). Para execução da obra serão captados R$ 2 bilhões por meio do Programa "Mobilidade Grandes Cidades", do Governo Federal.

O governo estima que a obra ficará pronta em 2014. A nova linha terá 12,4 km de extensão e interligará o Centro ao Fórum Clovis Beviláqua e contará com 12 estações.

Com informações da repórter Vanessa Madeira
Fonte: Diário do Nordeste
READ MORE - Governo do Ceará define três novos projetos de mobilidade após anúncio de Dilma

Prefeito de Uberlândia reduz valor da passagem do transporte em R$ 0,15

Como em outras cidades do país, em Uberlândia também houve redução na tarifa do transporte público. O prefeito da cidade, Gilmar Machado, anunciou na tarde desta terça-feira (25), durante coletiva com a imprensa, a redução de R$ 0,15 na passagem de ônibus. A nova tarifa passa a valer a partir de 1º de julho. Atualmente os moradores pagam R$ 2,85. A redução aconteceu depois que milhares de pessoas foram, por duas vezes, às ruas de Uberlândia pedir por mudanças. Mesmo com a redução, os manifestantes não ficaram satisfeitos e disseram ao G1 que não haverá nenhum tipo de negociação enquanto a tarifa não chegar a R$ 2,60.

O prefeito disse que a redução das tarifas é uma vitória do povo de Uberlândia. Ele ainda acrescentou que recebeu uma pauta com todos os pedidos dos manifestantes e que após essa diminuição ele aguarda os representantes do grupo para um debate sobre o transporte público e demais temas. “Queremos conversar”, ressaltou.


A decisão de diminuir a passagem de ônibus foi tomada por Gilmar Machado após consulta à sociedade e às empresas concessionárias do Município. Segundo ele, para incentivar a modernização do sistema e aumentar a segurança nos terminais, ônibus e estações, a tarifa de R$ 2,70 será aplicada apenas na utilização do Cartão do SIT (cartão eletrônico exclusivo para o transporte público municipal), que atende a classe estudantil, trabalhadores e demais usuários. Aqueles que optarem pelo pagamento feito em dinheiro, a tarifa aplicada será de R$ 2,80, sendo R$ 0,05 de redução da tarifa vigente.

O prefeito ainda acrescentou que a diminuição da no valor da passagem é superior ao valor da isenção das contribuições PIS/COFINS, de 3,65% concedidas pelo governo federal. Para janeiro do ano que vem, Gilmar Machado garantiu que haverá passe livre para maiores de 60 anos e que o desconto de estudantes passará de 40% para 50%. Hoje, o passe livre só é concedido para maiores de 65 anos em Uberlândia.

Gilmar Machado acrescentou que caso haja mais alguma redução anunciada pelo governo federal referente ao transporte público, a tarifa pode abaixar ainda mais no Município.
Segundo dados da Secretaria de Trânsito e Transportes (Settran), 4,9 milhões de pessoas utilizam o serviço de transporte público mensalmente. São disponibilizados 410 ônibus e 115 linhas para atender a população de Uberlândia.

Cartão do SIT
Para ter acesso a redução de R$ 0,15, o passageiro tem que ter o Cartão do SIT (cartão eletrônico exclusivo para o transporte público municipal). O cartão é gratuito e pode ser adquirido por qualquer pessoa através da Ubertrans-Supersit, empresa situado no Terminal Central.
Segundo o secretário de Trânsito e Transportes (Settran), Alexandre Andrade, devido ao reajuste serão disponibilizados mais 20 postos na cidade para atender os usuários que ainda não tem o cartão.

Mobilidade Urbana
Ainda durante a coletiva, o secretário disse que a Prefeitura de Uberlândia criará o Conselho Municipal de Mobilidade Urbana. Segundo ele, o órgão servirá para ouvir os diversos segmentos da sociedade em relação às melhorias a serem implementadas, demandas dos usuários e planejamento do sistema.

O Plano de Mobilidade Urbana e Transporte Integrado deve ter ações a curto, médio e longo prazo. “A partir do 1º de julho, além da efetivação da nova tarifa, vamos enviar à Câmara Municipal a criação do Conselho Municipal de Mobilidade Urbana. A intenção é promover com a sociedade a discussão da mobilidade”, explicou.

Com a mobilidade, segundo o secretario, assuntos como lotações de ônibus e aumento de linhas poderão ser discutidos.

Por Fernanda Resende
Do G1 Triângulo Mineiro
READ MORE - Prefeito de Uberlândia reduz valor da passagem do transporte em R$ 0,15

Em Belém, Avenida Bernal do Couto passa a ter sentido único

A avenida Bernal do Couto, entre as avenidas Generalíssimo Deodoro e Alcindo Cacela, no centro de Belém, passou a ter sentido único nesta terça-feira (25).  Todo o fluxo de veículos na via foi direcionado para o sentido da avenida Pedro Miranda, de acordo com o projeto executado pela Autarquia de Mobilidade Urbana de Belém (AMUB).

A alteração no sentido da via, que estava marcada para occrrer com a inauguração da nova ala da Santa Casa do Pará, foi antecipada para que a população tenha mais tempo de assimilar as mudanças.

Também passa a valer nesta terça-feira a terceira faixa de rolamento da rua Oliveira Belo. Esta rua funcionará como via de apoio onde será proibido estacionar no lado direito de segunda a sexta-feira em horário comercial e no sábado de 8h às 12h, sendo o domingo estacionamento livre.  A rua também passará a receber a linha de ônibus Sacramenta-Presidente Vargas, compensando o itinerário da linha que antes trafegava pela avenida Bernal do Couto.

Outra mudança que já foi colocada em prática antes do previsto foi a da travessa 14 de Março, no trecho entre a rua dos Mundurucus e avenida Gentil Bittencourt, em direção à avenida Magalhães Barata.
Tanto na Av. Bernal do Couto, como na Tv. 14 de Março, a população está sendo orientada com ações educativas e com os agentes de trânsito alertando os condutores para a  nova sinalização. Os agentes vão atuar nessas áreas diariamente, pelo prazo de 15 dias, em rondas constantes pelo local.

Outra via que sofrerá mudanças na capital paraense será a avenida Tupinambás, que se tornará sentindo duplo entre a avenida Conselheiro Furtado e rua dos Tamoios ainda esta semana. Com as mudanças, passado o tempo de orientação de 15 dias os condutores flagrados não respeitando os novos sentidos das vias serão autuados conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Informações: G1 PA

READ MORE - Em Belém, Avenida Bernal do Couto passa a ter sentido único

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960