Motoristas de ônibus do Rio entram em greve a partir de meia-noite

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Motoristas e cobradores de ônibus do município do Rio de Janeiro decidiram, em assembleia realizada na noite desta quinta-feira, entrar em greve a partir do primeiro minuto de sexta-feira. Segundo o sindicato da categoria (Sintraturb-Rio), cerca de três mil trabalhadores se reuniram no Guadalupe Country Clube para deliberar. 

A paralisação tem duração de 24 horas, mas pode ser suspensa antes do prazo dependendo das negociações com o Rio Ônibus. Nesta sexta-feira, ao meio-dia, o sindicato realizará uma nova reunião, também no Country Clube de Guadalupe. Ainda de acordo com o Sintraturb-Rio, os funcionários não aceitaram a proposta de reajuste de 8% oferecida pelo Rio Ônibus, da qual só teriam ficado sabendo pela imprensa.

O Rio Ônibus anuncia que solicitará reforço de segurança à Polícia Militar nas garagens da empresas para os rodoviários e que apresentará uma liminar de manhã à Justiça para que a greve seja declarada ilegal. Para o sindicato dos empresários, não houve o aviso prévio obrigatório de 48 horas para a população.

O Metrô Rio montou uma operação para que seus funcionários essenciais, como maquinistas, bilheteiros e operadores, não faltem ao serviço na sexta-feira. Vans irão buscá-los em casa para levá-los para trabalhar. A concessionária irá rodar com todos os seus 40 trens.
Já as linhas de ônibus que operam em integração com o metrô, inclusive a Metrô na Superfície, poderão ser afetadas pela greve dos rodoviários, já que a operação é executada pelas viações.

A SuperVia não informou se haverá um esquema especial para dar conta da demanda de passageiros.

Diariamente, 8.800 ônibus trafegam na capital, dando transporte a 3,2 milhões de passageiros.

Metrô terá esquema especial
Após o anúncio da greve dos rodoviários, pevista para ter início no primeiro minuto de sexta-feira, o Metrô Rio realizará um esquema especial a partir das 5h. O objetivo é absorver o provável aumento do número de passageiros nas estações, estimado em 15%. A concessionária informou que 46 promotores estarão no trabalho em pontos estratégicos das 35 estações. Nas plataformas, mais de 400 agentes farão o controle de fluxo dos usuários nas Linhas 1 e 2.

De acordo com a concessionária, toda a frota de trens estará disponível para atender aos passageiros, com a extensão dos horários de pico. A operação será mantida até o final da greve. Para reforçar a informação aos usuários dos ônibus de integração, haverá cartazes nas bilheterias e mezaninos, além de comunicações sonoras nas estações e vagões.

READ MORE - Motoristas de ônibus do Rio entram em greve a partir de meia-noite

Integração do Bilhete Único de Campinas agora com duas horas

O prefeito Jonas Donizette e o secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Sérgio Benassi, assinaram nesta quinta-feira (28) o decreto que amplia a integração do Bilhete Único para duas horas. O evento aconteceu no gabinete itinerante da Prefeitura instalado no Terminal Central, dentro do Viaduto Miguel Vicente Cury.  O benefício passa a valer a partir da zero hora desta sexta-feira, 1º. de março, com a atualização do sistema de validação das catracas eletrônicas e a publicação no Diário Oficial do Município.  

O novo tempo de integração passa a valer, automaticamente, para todos os cartões do Bilhete Único, ou seja, vale-transporte, escolar, comum e gratuito. “Duas horas é um tempo que dá para as pessoas se locomoverem e não onera a Prefeitura nem o cidadão. Com os benefícios que oferecemos no Bilhete Único, como o vale-transporte, estudante, Idoso e Gratuito, e agora a integração de duas horas, vamos valorizando o transporte público, que queremos que tenha tal qualidade que as pessoas que tem carro também usem ônibus”, avalia o prefeito.

Este é um compromisso de Jonas Donizette firmado com a população durante a eleição que está sendo cumprido antes do prazo de 100 dias de governo. O governo quer trazer um novo tempo para Campinas, com atenção especial para a população que mais necessita, por isso começa dando mais tempo no Bilhete Único, porque beneficiará os trabalhadores, os estudantes e a população em geral diariamente. A mudança de uma hora e meia para duas horas na integração vale para todos os dias da semana.

O benefício atingirá de imediato cerca de 485 mil passageiros que utilizam diariamente o
 Bilhete Único no transporte público de Campinas para ir trabalhar, estudar ou fazer suas atividades, contando as integrações e gratuidades. Este número equivale a quase 80% das 620 mil viagens feitas no Sistema Intercamp em média/diária nos últimos 12 meses. 

Para o secretário de Transportes, este benefício deve ser ampliado para uma fatia maior de passageiros. A Administração lança juntamente com a Integração de duas horas uma campanha para incentivar os usuários a aderirem cada vez mais ao Bilhete Único, que é a forma mais segura, mais ágil e mais econômica de andar de ônibus. “Este é um novo tempo na Administração, que é simbolizado com mais tempo para o cidadão utilizar o transporte público, com mais segurança e conforto. Vamos estimular a utilização do Bilhete Único e tornar cada vez mais simples a adesão ao sistema”, afirma Benassi.

Recentemente, o presidente da Emdec publicou a resolução 10/2013, que mudou as regras para aquisição da segunda via do Bilhete Único, reduzindo o valor mínimo de carga para o de apenas duas passagens, ou seja, R$ 6,60, facilitando ainda mais o acesso. 

Participação popular
O evento contou com uma expressiva presença da Câmara Municipal. Prestigiaram a assinatura do decreto os vereadores Artur Orsi, André Von Zubem, Carlinhos Camelô, Vermelho, Edson Ribeiro, Jorge da Farmácia, Marcos Bernardelli, Cidão Santos, Gustavo Petta, Luis Lauro Filho, Pastor Elias e o líder de governo, Rafa Zimbaldi.

O vereador Orsi, que falou em nomes de seus pares, parabenizou o secretário de Transportes e a equipe da Emdec e destacou que a Câmara Municipal se sente contemplada com o compromisso cumprido pelo  prefeito antes do prazo de 100 dias de governo. “Com pouco mais de dois meses de governo, a Administração cumpre esta promessa em compatibilidade com as condições financeiras da cidade, mostrando que o prefeito é um homem de responsabilidade. A Câmara se sente prestigiada quando a população é atendida”, afirmou. 

Muitos cidadãos que estavam no Terminal Central participaram da cerimônia com o prefeito Jonas Donizette. Ele foi recebido com muito carinho pelos usuários de ônibus, que aprovaram o aumento da integração do Bilhete Único para duas horas. Caso da dona Sônia Nunes Rodrigues, de 39 anos, que usa a integração diariamente porque mora no Jardim Satélite Íris 3 de trabalha no Jardim Nova Europa. “Uso Bilhete Único todo dia e duas horas na  a integração vai ajudar muito, porque algumas vezes, principalmente para ir embora, não dava tempo com um hora e meia”, afirmou.

O porteiro Osvaldo Ferraz, de 57 anos, mora na Vila União e trabalha no Cambuí. “Aumentar meia hora é muitosignificante e a gente ganha tempo para fazer mais coisas. É muito bom”, avalia. 

Campanha
Paralelamente ao lançamento do Bilhete Único de duas horas, a Prefeitura inicia uma intensa campanha de valorização e adesão dos usuários ao sistema, que traz mais conforto, agilidade e economia. Durante o evento desta manhã, uma equipe da Emdec distribuía panfletos aos usuários de ônibus no Terminal Central com as informações do Bilhete Único de 2 horas. 

Dentro das peças promocionais estão previstos panfletos, que serão distribuídos nos 11 terminais da cidade; cartazes, que serão colocados dentro dos 1.244 ônibus em circulação; faixas, busdoor, banners e inserções nos meios de comunicação.

O objetivo é atingir o máximo de usuários possíveis, distribuindo principalmente dentro dos terminais. 

Informações: Emdec
READ MORE - Integração do Bilhete Único de Campinas agora com duas horas

Prefeito de Belém diz que vai romper com empresa que conduz obras do BRT

O prefeito de Belém, Zenado Coutinho, afirmou na última quarta-feira (27), em Belém, durante audiência pública na qual se discutiu questões relacionadas ao sistema "Bus rapid transit" (BRT), que irá romper o contrato com a construtora Andrade Gutierrez, responsável pelas obras do BRT. Com isso, será iniciado a um novo processo licitatório que irá permitir a participação de todas as empresas interessadas, inclusive da construtura dispensada.

De acordo com Coutinho, as obras serão retomadas em março, em parceria do governo do Estado, e as primeiras providências serão a conclusão dos elevados do Entroncamento e as adequações na avenida Almirante Barroso em um período de quatro meses. Iniciadas durante a gestão do ex-prefeito Duciomar Costa, as obras estavam paralisadas desde outubro de 2012.

“Pretendemos garantir o mais breve possível os subsídios para a conclusão da primeira fase das obras, e, posteriormente, no mês de julho, iniciar as obras na avenida Augusto Montenegro e de São Brás ao centro da cidade”, disse o prefeito.

Durante a audiência pública, Zenaldo esclareceu que o projeto enfrenta entraves de natureza legal que surgiram desde o início do processo licitatório, como inadequações técnicas, que dizem respeito aos estudos do projeto desde sua concepção, além de impedimentos financeiros, devido a necessidade do pagamento de dívidas, cerca de R$ 56 milhões, e empenho para a aquisição dos recursos federais, que totalizam R$ 414 milhões.

Garantia
Em recente entrevista, o prefeito assegurou que o governo do Estado já garantiu recursos na ordem de R$ 50 milhões para a quitação de débitos e execução das obras. Já a Prefeitura de Belém tenta junto com a Caixa Econômica Federal (CEF) o montante de R$ 314 milhões do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e R$ 100 milhões do Orçamento Geral da União (OGU), além de entrar com a contrapartida de R$ 82 milhões.

READ MORE - Prefeito de Belém diz que vai romper com empresa que conduz obras do BRT

Em Uberlândia, Sistema de radiofrequência em ônibus de transporte coletivo poderá auxiliar cegos

Uberlândia pode se tornar o próximo município a instalar nos ônibus de transporte coletivo o sistema de radiofrequência que auxilia pessoas cegas a embarcar nos veículos com total autonomia. Até agora, dois municípios de São Paulo, Limeira e Jaú, e Araucária, no Paraná, implantaram o sistema denominado DPS 2000.

O superintendente da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Urbana de Uberlândia, José Antônio Leandro, esteve em Belo Horizonte ontem para se reunir com o diretor da empresa que fornece o sistema, Adriano Assis, e discutir a possibilidade de implantação de um projeto piloto em Uberlândia. “Depois dessa reunião irei apresentar o projeto para a secretária de Governo de Uberlândia no mais tardar até amanhã e, a partir daí, iremos marcar uma reunião com o prefeito”, disse José Antônio.

Segundo ele, o prefeito de Uberlândia, Gilmar Machado, já sabe do projeto, que será implantado assim que o prefeito aprove o sistema. Entre as discussões está a parte financeira de instalação. O sistema trabalha com dois aparelhos, um transmissor que fica de posse do cego e custa R$ 400 e um receptor no valor de R$ 1 mil, que deve ser instalado em todos os ônibus do transporte público. Nas três cidades em que o sistema está implantado, as prefeituras custearam tudo.

Como funciona

Através de som, o transmissor emite as linhas e opções disponíveis e o cego vai controlando, por uma tecla móvel, qual opção escolher. Quando o usuário informa a linha, o receptor instalado no veículo recebe o sinal e avisa ao motorista que uma pessoa cega está no próximo ponto e quando o ônibus para, um alto-falante instalado na porta de embarque avisa à pessoa que o ônibus já está no local.

O DPS 2000 ganhou, em dezembro de 2012, uma atualização que permite também o seu uso por cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida, para solicitar embarque em ônibus com elevador.

READ MORE - Em Uberlândia, Sistema de radiofrequência em ônibus de transporte coletivo poderá auxiliar cegos

Haddad anuncia R$ 1,4 bi para corredores e obras viárias

O resultado das licitações foi publicado no Diário Oficial de hoje. Obras abrangem os 17km de corredor de ônibus na Radial Leste, 12km de corredor no sistema Capão Redondo-Campo Limpo-Vila Sônia, a reforma de 14km de corredor na Inajar de Souza, e a construção do Terminal Jardim Ângela e o complexo viário de acesso ao terminal.

O prefeito Fernando Haddad anunciou a finalização de seis licitações de corredores de ônibus e obras viárias, no valor total de cerca de R$ 1,4 bilhão. O resultado foi publicado no Diário Oficial desta terça-feira (26). 

As obras contemplam os corredores Leste Radial 1 (12km) e Radial 2 (5km), o corredor do sistema viário Capão Redondo-Campo Limpo-Vila Sônia (12,1km) e a reforma do corredor da Inajar de Souza (14km). Também estão no pacote o Complexo Viário de Acesso ao Terminal Jardim Ângela (1,5km de obras) e o Terminal Jardim Ângela (74 mil m²). 

 “Já abrimos os envelopes de propostas, já temos as empresas vencedoras e agora há o prazo para contestação”, explicou Haddad. O inicio das obras depende do andamento das eventuais desapropriações.  

Os investimentos fazem parte do programa de mobilidade urbana da administração, que inclui a recuperação dos corredores já existentes, a construção de 150km de novos corredores e a criação de 150km de faixas exclusivas para ônibus.  

De acordo com o prefeito, a meta é concluir o primeiro ano de governo com 66km licitados e 84 km com projeto para licitação. 

READ MORE - Haddad anuncia R$ 1,4 bi para corredores e obras viárias

Alemanha leva às ruas ônibus elétricos que dispensam tomadas

Pouco a pouco, sustentabilidade e energia limpa deixam de ser verbete de manuais e ganham as ruas, não só pelo avanço tecnológico que reduz preços de equipamentos, mas por ganharem escala ao serem adotados no dia a dia das pessoas, até quando elas menos desconfiam.

Este é caso da experiência da cidade alemã de Mannheim (a 482 km de Berlim), de 310 mil habitantes, que começa a tirar do papel um projeto de ônibus elétricos que carregam a bateria de forma autônoma com ajuda da própria rua, enquanto passageiros sobem e descem.
Ônibus elétrico vai percorrer uma linha de 200 km na cidade de Mannheim.

Saem os postes, a fiação e todo o aparato que polui o ambiente urbano e entra em cena a tecnologia de indução, que usa placas tanto na pista como sob o chassi do veículo para transmitir energia com ajuda de campos magnéticos em pontos estratégicos (como subidas de ruas) e em paradas ao longo da linha do ônibus.

Funciona como um ônibus comum, que carrega e descarrega passageiros e também eletricidade”, explica Luiz Ramos, diretor de Relações Institucionais da Bombardier, empresa desenvolvedora do projeto. “Em 15 segundos parado sobre uma placa, já acontece uma recarga significativa”.

Placas nos pontos fornecem energia ao ônibus
O executivo da empresa canadense diz que a evolução no armazenamento de energia tem papel-chave para o projeto. “Antes, as baterias eram pesadas, demoravam para serem recarregadas, além do que o ônibus tinha que ficar parado por quatro ou cinco horas ligado na tomada”, diz. A tecnologia, chamada de PRIMOVE, promete produzir energia suficiente para um itinerário completo sem sacrificar o tempo de vida das baterias.

O projeto contou com parcerias de desenvolvimento e pesquisa de universidades germânicas e belgas, além € 3,3 milhões provenientes do governo Angela Merkel. Segundo a Bombardier, o projeto deve estar em pleno funcionamento e chegar a toda a frota da cidade no segundo semestre de 2014.

Por Vinicius Oliveira
Informações: Portal IG.com.br


READ MORE - Alemanha leva às ruas ônibus elétricos que dispensam tomadas

Empresa anuncia ônibus de graça para estudantes na Grande Vitória

Estudantes do ensino superior e técnico da rede pública da Grande Vitória, além dos inscritos nos programas “Nossa Bolsa”, “Universidade para Todos” (ProUni) e do “Fundo de Financiamento Estudantil” (Fies), poderão se cadastrar para usar os ônibus do sistema Transcol de forma gratuita. O caminho para a inscrição vai ficar disponível no site da Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb-GV) no dia 11 de março.

O benefício vai ser adquirido mediante comprovação de renda familiar. O valor ainda não foi estipulado e vai ser informado na publicação da lei estadual no Diário Oficial. 

Segundo o diretor de planejamento da Ceturb-GV, José Carlos Moreira, o cadastro irá avaliar os alunos que serão beneficiados. “Os requisitos principais serão a identificação do estudante e a comprovação de renda de acordo com o tamanho da família, o que nós chamamos de corte social”, explicou Moreira.

Manifestações
O ano de 2012 começou com manifestações de um grupo de jovens que protestavam contra o aumento da passagem dos ônibus da Grande Vitória. Um coletivo foi queimado, e dias depois câmeras de videomonitoramento mostraram como aconteceu o incêndio. Jovens chegaram a ser presos. No protesto, houve confronto entre policiais e manifestantes, que foram dispersados.

Em dezembro de 2012, a Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) aprovou projeto que isenta estudantes de pagar passagem no sistema Transcol.

READ MORE - Empresa anuncia ônibus de graça para estudantes na Grande Vitória

São José dos Campos inicia venda de passagens de ônibus pela internet

A Prefeitura de São José dos Campos iniciou nesta quinta-feira (28) a venda de créditos de passagens via internet para as pessoas que utilizam o sistema de transporte coletivo da cidade. Anteriormente o benefício era destinado apenas às empresas.

Para usar o serviço, o passageiro precisa se cadastrar no site da recarga online e seguir as instruções que são disponibilizadas pelo sistema. Após efetuar o cadastro, o morador recebe um login e senha, que serão usados para a compra das passagens. O valor mínimo é de um único passe (R$3,30) e, o máximo, de R$ 500. O pagamento pode ser feito por boleto bancário ou via internet. Para fazer as recargas, é preciso que o passageiro tenha o cartão do sistema coletivo da cidade.

Após a finalização da compra, os créditos serão disponibilizados no cartão do usuário depois de três dias–. A validação será feita no próprio ônibus, quando o passageiro passar pela catraca. Também é possível validar os créditos nos pontos de venda do consórcio 123.

READ MORE - São José dos Campos inicia venda de passagens de ônibus pela internet

No Recife, Licitação em andamento freia compra de ônibus novos no momento

Nos últimos anos a Região Metropolitana do Recife passou por uma forte renovação de frota realizada pelas empresas de ônibus quase sempre no começo do ano, mas com a licitação das empresas de ônibus em andamento fez com que as empresas pisassem o pé nessa renovação, visto que o processo poderá trazer surpresas, por isso a lógica é renovar a frota somente depois da licitação.

Para se ter uma idéia, a compra dos novos ônibus dependerá e muito das licitações em andamento visto que os ônibus terão que ser com ar condicionado e compatíveis com as linhas a serem atendidas. Um exemplo serão os ônibus articulados que terão portas nos dois lados do veículo, uma novidade da região metropolitana.

O objetivo da licitação é regulamentar a prestação do serviço através de contrato com a iniciativa privada, dando condições e garantias na operação do Sistema de Transporte Público de Passageiro que hoje opera com 385 linhas de ônibus e 3 mil veículos em regime de autorização. O processo licitatório, no entanto, será para 391 linhas, levando em consideração o cenário de 2014 quando estará em funcionamento na Região Metropolitana um total de 25 Terminais de Integração e os corredores do BRT.

O edital está disponível para as empresas durante três meses e em abril terá início o certame com a entrega pelos licitantes das propostas comerciais, técnicas e a habilitação. No dia da entrega serão abertos os envelopes das propostas comerciais. Estima-se que, em maio, seja a abertura e julgamento das propostas técnicas. Em junho, serão avaliadas as habilitações e, em julho, a homologação do resultado. A assinatura do contrato com as empresas ganhadoras da licitação está previsto para agosto deste ano. As empresas têm até 6 meses (três meses renovados por mais três) para iniciar a operação.


READ MORE - No Recife, Licitação em andamento freia compra de ônibus novos no momento

Em São Paulo, 66 km de corredores de ônibus já estão licitados

Em entrevista ao portal G1 na manhã desta quarta-feira (27), o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, abordou diversos assuntos, entre eles o trânsito e mobilidade urbana. Haddad declarou que, nos seus primeiros 60 dias de governo, a prefeitura já licitou seis novos corredores de ônibus, com recursos próprios da cidade e recursos do PAC. 

As obras para a alternativa aos congestionamentos enfrentados em São Paulo, no entanto, ainda não tem data para começar. “Já abrimos os envelopes de propostas, já há empresas vencedoras, mas há um prazo agora para contestação e as obras começam assim que os prazos administrativos vencerem”, disse.

Até o fim deste ano, o prefeito espera ter 66 km de corredores de ônibus já licitados, 84 km em projeto para licitação e obras iniciadas. 

Para resultados imediatos, lembrou a operação na Radial Leste, iniciada nos últimos dias, com a segregação de uma faixa para ônibus. A medida pode ser ampliada a outras vias da cidade, explicou o prefeito, mas o detalhamento das regiões selecionadas para contar com faixas exclusivas e segregadas deverá ser apresentado apenas no Plano de Metas, até 30 de março.

READ MORE - Em São Paulo, 66 km de corredores de ônibus já estão licitados

Procon notificará metrô do Rio por superlotação e ar-condicionado desligado

Uma fiscalização do Procon-RJ e da Secretaria Estadual de Defesa do Consumidor na Linha 2 do MetrôRio nesta terça-feira (26) identificou diversas irregularidades nas estações e nos trens que operam na capital fluminense. A operação começou às 5h30.

Durante a viagem, a vistoria encontrou vagões superlotados, ar-condicionado sem funcionamento, problemas com a ventilação de algumas estações, elevadores para deficientes enguiçados, escadas rolantes em manutenção, poucos funcionários atendendo nas bilheterias e longas filas.

A secretária estadual Cidinha Campos vai propor um termo de ajustamento de conduta ao MetrôRio. A empresa será notificada pelas irregularidades encontradas pelos fiscais do Procon e terá um prazo de 15 dias para apresentar sua defesa.  

Procurado, o MetrôRio explicou, em nota, que investiu mais de R$ 1 bilhão na modernização de sua infraestrutura e frota. "O MetrôRio é um transporte de massa e já aumentou a oferta de lugares em 30%, com a entrada em operação de 13  dos 19 novos trens comprados. Até o final de março, todos os 19 novos trens estarão em operação, preferencialmente na Linha 2, onde a temperatura é mais alta devido à troca de calor dos trens atuais com a via permanente".

A concessionária informou que os trens antigos passaram por um processo de modernização e que os novos operarão com o ar condicionado 33% mais potente. "Cada composição dispõe de um sistema de 336 mil BTUs de potência –o equivalente a 33 aparelhos de ar-condicionado de 10 mil BTUs ligados ao mesmo tempo", diz a nota.

Ainda segundo o MetrôRio, a empresa não recebeu até o momento nenhuma notificação do Procon.

READ MORE - Procon notificará metrô do Rio por superlotação e ar-condicionado desligado

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960