Ferroviários de Salvador decidiram manter a greve que já dura 6 dias

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Sem receber os salários de abril e o Cartão Refeição/Alimentação de maio, os trabalhadores da Companhia de Transporte de Salvador (CTS) decidiram manter a greve (que já dura 6 dias), em assembleia de avaliação realizada na Estação da Calçada, no final da tarde dessa terça (14/5).

Na ocasião, diversos assuntos foram abordados pela categoria no sentido de mobilizar a população e os governantes, entre eles: atos públicos em pontos estratégicos da cidade.

Mesmo depois da Câmara Municipal de Salvador aprovar, por unanimidade, o projeto de lei da transferência da CTS, o Governo do Estado continua sem se posicionar sobre os pagamentos, fazendo com que dezenas de famílias de ferroviários sigam prejudicadas.

Prejuízo no bolso da população suburbana
Os ferroviários não são as únicas vítimas de toda essa indefinição. Sem poder andar nos trens, parados há 6 dias, cerca de 15 mil suburbanos que utilizam o modal diariamente estão sofrendo no bolso.

A viagem de trem do Subúrbio para a Calçada custa R$ 0,50, quase seis vezes menos do que a do ônibus, R$ 2,80.

Informações: Tribuna da Bahia

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960