No Rio, Metrô adapta estações para receber novos trens chineses

domingo, 15 de julho de 2012

Uma polêmica da China. O Sindicato dos Metroviários do Estado do Rio (Simerj) vai pedir ao Ministério Público que investigue uma situação inusitada: de acordo com a entidade, a concessionária Metrô Rio está sendo obrigada a reduzir, “a toque de caixa”, a largura de plataformas em algumas estações e a aparar pilastras e paredes de túneis das Linhas 1, 1A e 2, em até 20 centímetros.

Teria havido uma falha na avaliação do gabarito aerodinâmico dos novos trens chineses, ou seja, nos cálculos que projetam como o trem se movimenta nos trilhos. Especialista confirma o problema, mas a concessionária MetrôRio nega com veemência.

De acordo com o vice-presidente do sindicato, Ariston Siqueira dos Santos, as obras ocorrem à noite. “Trata-se de um erro de avaliação grotesco.

Os técnicos não levaram em consideração que, por não terem motores nos vagões, só nas locomotivas, ao contrário dos atuais, o balanço nas laterais dos comboios comprados na China é bem mais acentuado, o que levaria os vagões a colidir com estruturas de concreto”, explicou Ariston.

Gabarito
Especialista em Engenharia de Transportes da Coppe/UFRJ, Fernando MacDowell endossa a denúncia. “Esse absurdo está realmente ocorrendo. Cansei de alertar em audiências públicas, conforme registros em atas e gravações, que isso iria acontecer porque, simplesmente, não observaram o gabarito aerodinâmico”, afirmou MacDowell, ressaltando que o problema interfere em boa parte das 35 estações.

Metrô Rio: obras só de padronização
A direção do sindicato ressalta que a adaptação deixará o vão entre o trem e a plataforma maior, o que pode representar um perigo no momento de embarque e desembarque dos passageiros.

A assessoria de imprensa do Metrô Rio negou que haja problemas com os trens chineses e informou que as obras fazem parte de um projeto de “padronização das estações”.

A assessoria assegurou que o cronograma para a estreia dos trens chineses, em agosto, está mantido. A concessionária já foi multada em R$ 374 mil por atraso na entrega dos novos vagões, prevista, inicialmente, para agosto de 2010.

O investimento no novos trens chineses foi de R$ 320 milhões. A previsão é que, até o início do ano que vem, todas as 19 composições estejam circulando no trajeto Pavuna-Botafogo. A promessa é que a temperatura média nos vagões seja de 23 graus.

Fonte: O Dia Online

READ MORE - No Rio, Metrô adapta estações para receber novos trens chineses

Justiça do Trabalho sela o fim da greve no transporte coletivo de Porto Velho

No acordo firmado, o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Porto Velho – SET comprometeu-se em conceder reposição salarial de 6% para toda a categoria, R$ 60 de ticket-alimentação, reajuste de R$ 7 para R$ 8 reais a título de vale-refeição, R$ 22.000 de repasse médico e o valor de duas tarifas referente à refeição noturna. Ainda aceitaram a inclusão de mais um dia de folga quando do aniversário do trabalhador e o não desconto dos dias parados.
Em contrapartida, os trabalhadores, representados pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Transporte Coletivo Urbano, Escolar, Metropolitano e Afins de Passageiros no Estado de Rondônia – Sitetuperon firmaram o compromisso para retorno imediatamente ao trabalho.
Na Justiça, a negociação foi mediada pela presidente do TRT, desembargadora Vania Maria da Rocha Abensur, com a participação do Ministério Público do Trabalho, através da procuradora do Trabalho, Paula Roma Moura. O acordo seguirá para homologação do Tribunal Pleno em Sessão de Julgamento Extraordinária no próximo dia 18.
O movimento grevista já entrara no seu 5º dia, contudo o serviço essencial de transporte da população foi mantida em efetivo mínimo por força de liminar da própria Justiça do Trabalho.
Os empregados reivindicavam reajuste salarial de 13%, o retorno do horário de trabalho sem intervalo, a concessão de adicionais de insalubridade (20%) e periculosidade (30%), a remuneração das horas extraordinárias em 75%, nos dias normais, e 110%, nos domingos e feriados.

Fonte: rondoniadinamica.com


READ MORE - Justiça do Trabalho sela o fim da greve no transporte coletivo de Porto Velho

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960