Em Curitiba, Palestras da Urbs e Setran orientam motoristas do transporte coletivo

sexta-feira, 2 de março de 2012

Com o foco na segurança do passageiro, a Urbs e a Secretaria de Trânsito iniciam na próxima quarta-feira (7) o 2º Ciclo de Palestras para Motoristas do Transporte Coletivo de Curitiba. As palestras serão realizadas ao longo do ano, às quartas-feiras, para grupos de até 50 pessoas, de forma a facilitar a participação dos motoristas de acordo com as escalas de trabalho.
O primeiro ciclo, feito no ano passado pela Urbs, teve como foco a segurança do pedestre. Neste ano, as palestras vão acontecer sempre no auditório do Mercado de Orgânicos, no Mercado Municipal, em dois horários: sas 9h às 11h e das 14h às 16h.
O objetivo é atuar na orientação aos profissionais para um transporte coletivo mais seguro, propiciando aos usuários mais qualidade e conforto nos deslocamentos.
Entre os temas das palestras neste ano, estão previstos a importância da função do motorista de transporte coletivo para a comunidade, uma apresentação do funcionamento do sistema de transporte, direção defensiva e cuidados com os passageiros durante a viagem e no embarque e desembarque.
Nas palestras são apresentadas e discutidas uma série de situações adversas, auxiliando o motorista nos momentos de tomada de decisão como quanto, por exemplo, é necessária uma frenagem ou manobra brusca, ou quando há passageiros em estados de embriaguês ou vândalos.
As palestras ficarão a cargo de agentes da Diretoria de Educação de Trânsito da Setran, com apoio, na apresentação do sistema de transporte, da Unidade de Relacionamento Institucional da Urbs.
A Rede Integrada de Transporte de Curitiba atende Curitiba e 13 municípios da Região Metropolitana. São por dia útil, em média, 2,3 milhões de passageiros transportados. A Rede tem uma frota de 1.915 ônibus que percorrem quase 500 mil quilômetros em 21 mil viagens, em média, por dia.

 
READ MORE - Em Curitiba, Palestras da Urbs e Setran orientam motoristas do transporte coletivo

São Paulo já conta 52 quilômetros de ciclovias, porém ciclistas desconhecem faixa exclusiva para bicicletas

A cidade de São Paulo tem projetos para ampliar o número de pistas exclusivas pra bicicletas.Mas além desses caminhos, a segurança dos ciclistas depende muito de mudanças de comportamento de motoristas e de ciclistas.
São Paulo quer ser, digamos, mais "biciletável". Já tem 52 quilômetros de ciclovias, e inaugurou uma faixa exclusiva pra integrar os ciclistas ao trânsito da cidade.
Mas com que regra? “Eu mesmo crio a regra. Por exemplo: eu não ando no meio dos carros, porque eles correm mais”, conta o aposentado Amauri Batista.
Pelo Código de Trânsito, a bicicleta só sobe na calçada se for nas mãos do ciclista.Tem que circular em pistas exclusivas ou nas ruas, respeitando a sinalização. Bicicleta tem prioridade.
Os veículos deveriam manter 1,5m de distância lateral na ultrapassagem.
“Você não tem que andar no meio da pista, tem que deixar um espaço para o carro passar, mas também não pode andar na borda branca. Por exemplo, se o guidão está invadindo a calçada, eu posso me enganchar com o pedestre”, explica o instrutor Andre Pasqualini.
Planeje o trajeto, evite avenidas e, se for preciso, grite: bike!
A experiência em outras cidades grandes do mundo mostra que quanto maior o número de bicicletas nas ruas, proporcionalmente, é menor o número de acidentes com eles. Isso porque, pouco a pouco, os motoristas vão se acostumando, começam a respeitar os ciclistas e as regras vão ficando mais claras pra todo mundo.
Em São Paulo, o número de mortes em acidentes com ciclistas nos últimos anos diminuiu muito, o que é uma grande vitória. Mas ainda tem um longo caminho pela frente.
Em uma faixa exclusiva para ciclistas, que solidão. E quando aparece um, é fora da faixa.
É novidade. Leva tempo, mas os ciclistas já estão por toda a cidade e querem a conquista do asfalto! “Eu acredito que dos 100% hoje dos serviços que são executados em São Paulo, uns 70% da para fazer de bicicleta”, afirma Rafael Mambretti, dono de uma empresa de entregas.
A empresa tem 23 bikeboys para fazer entregas. O bikeboy Rodrigo Lima garante que ganha a corrida de um motoboy. ”Uma entrega no trânsito truncado de São Paulo eu consigo chegar na frente”, afirma.
READ MORE - São Paulo já conta 52 quilômetros de ciclovias, porém ciclistas desconhecem faixa exclusiva para bicicletas

Terminal Central de Florianópolis disponibiliza internet Wi-Fi grátis para os usuários

A INFOTV em parceria com a empresa de telecomunicação Olé Telecom e a Cotisa Companhia Operadora de Terminais de Integração, estão disponibilizando uma cobertura de Wi-Fi Zone no TICEN (Terminal Central de Florianópolis). A iniciativa permite aos usuários do transporte coletivo da capital de conectar a internet a qualquer momento de computadores, notebooks e celulares.
No terminal onde estão instalados 15 monitores da INFOTV está sendo exibido um vídeo explicando que a área esta coberta por internet sem fio e com acesso gratuito. A companhia pretende expandir até o final do ano, a mesma rede de internet sem fio, em todos os terminais de ônibus da cidade.
READ MORE - Terminal Central de Florianópolis disponibiliza internet Wi-Fi grátis para os usuários

Dilma garante R$ 2,4 bi para obras de Mobilidade Urbana em Pernambuco


Durante visita ao Estado de Pernambuco o final deste mês, a presidente Dilma Russef garantiu a liberação de R$ 2,4 bilhões referentes ao PAC da Mobilidade para o Estado. Com o anúncio da presidente, o Governo do Estado vai realizar uma série de projetos de mobilidade urbana e que vão priorizar, sobretudo, o Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife.
Entre os projetos que receberão os recursos, estão os Corredores Exclusivos de TRO (Transporte Rápido de Ônibus) na IV Perimetral (BR-101) e da II Perimetral (que prevê a duplicação da avenida com a implantação de uma faixa exclusiva de ônibus de Beberibe até a PE-15). No PAC também estão incluídas as obras de arte do corredor Exclusivo de Ônibus Leste-Oeste e Norte-Sul. No primeiro será construído um túnel Real da Torre, um elevado da III Perimetral, outro elevado do Bom Pastor, um Viaduto na UPA da Caxangá e cinco estações para embarque e desembarque dos usuários nos coletivos. O Corredor Leste-Oeste será responsável pelo transporte dos passageiros que vão circular da Praça do Derby até o Terminal Integrado de Camaragibe, com extensão de 12,3 Km.
Já para o Corredor Norte-Sul, entre o Tacaruna e o Terminal Integrado de Joana Bezerra, que faz parte do Ramal Agamenon Magalhães, os recursos serão investidos na construção dos quatro viadutos estaiados nos cruzamentos mais críticos da via: viaduto da Bandeira Filho (entrada da Rosa e Silva, próximo ao Português e a Mac Donald); da Rui Barbosa, em frente ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral), atravessando a Agamenon até o Colégio Americano Batista; viaduto Joaquim Nabuco, saindo da rua Dom Bosco até o Hospital Santa Joana e ainda o ultimo elevado na rua Paissandu, começando na General Joaquim Inácio e saindo do outro lado, no canteiro central. Todos os viadutos terão 7 m de largura na pista e torres de sustentação com 56 m de altura.
Por fim, o PAC da Mobilidade também vai financiar o Programa de Navegabilidade dos Rios Capibaribe e Beberibe, que já foi elaborado pelo Governo do Estado e prevê a utilização da calha dos rios para a implantação de um sistema integrado de transporte de passageiros, que utilize embarcações adequadas ao transporte de massa. O projeto prevê estações de embarque e desembarque de passageiros para o transbordo e a integração com o sistema de transporte urbano existente. As Rotas previstas são o corredor Fluvial Oeste - BR 101/ Centro, o Corredor Fluvial Norte - Centro/ Olinda.
“São obras que dialogam com a melhoria do transporte público, beneficiam a população mais necessitada e que visam também trazer para o sistema muitas pessoas que hoje utilizam o seu carro para se locomoverem”, resumiu o governador Eduardo Campos.
Para o secretário Danilo Cabral, “os recursos chegam em boa hora, uma vez que já temos os projetos prontos para serem licitados”. Sobre o Projeto da Navegabilidade, o secretario das Cidades comemorou: “será um avanço para Pernambuco e para o Brasil integrar o sistema náutico ao sistema de transporte terrestre”.

Do recurso a ser liberado, o Governo do Estado vai contar com R$ 1,6 bilhão e a Prefeitura do Recife ficará R$ 800 milhões para o Corredor Exclusivo de ônibus da 2ª perimetral (do Largo da Paz até a Avenida Presidente Kennedy). Corredor Exclusivo de Ônibus da III perimetral (liga a zona norte – Rio Morte/Linha do Tiro – a zona sul da cidade - Areias, Imbiribeira e Boa Viagem) e para o Corredor Exclusivo de ônibus da Radial Sul (entre a BR-101/IV Perimetral até a Avenida Boa Viagem).

Informações: Sec. das Cidades



READ MORE - Dilma garante R$ 2,4 bi para obras de Mobilidade Urbana em Pernambuco

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960