Trabalhadores do transporte alternativo de Salvador fazem paralisação

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Rodoviários dos Sistema de Transporte Complementar de Salvador paralisam as atividades nesta terça-feira (30). A categoria esteve reunida desde às 4 horas da madrugada em frente a garagem de onde saem os 290 micro-ônibus deste sistema, em Castelo Branco, impedindo a saída dos veículos.
De acordo com Josuel Pimentel, encarregado de transporte da Transalvador, a manifestação atrapalhou o fluxo na cidade, já que o transporte urbano regular não é suficiente para atender a demanda da população.

Reivindicação - O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do Transporte Alternativo de Salvador (Sindalternativo), Marivaldo Vasconcelos, afirma que o acordo homologado na justiça em abril não está sendo cumprido e os motoristas trabalham com sobrecarga, sem receber horas extras, sem carteira assinada e não têm folgas aos domingos.

Não existe uma única empresa responsável pelo ônibus alternativos. Cada veículo tem um proprietário que tem a permissão da prefeitura para operar. Individualmente cada permissionário contrata seu motorista e cobrador.

O vice-presidente do sindicato permissionários, Franklin Trindade, nega as acusações apresentadas pelos trabalhadores. Segundo ele, a carteira assinada dos 1,2 mil funcionários que trabalham no sistema alternativo de tranporte é uma exigência da prefeitura para fornecer a permissão dos veículos.
Trindade afirma ainda que só vai negociar quando souber com quem deve tratar, uma vez que, segundo ele, motoristas e cobradores possuem dois sindicatos diferentes (o Sindalternativo e o Sindicato dos Trabalhadores de Transporte Especial Complementar) e ambos alegam ser representantes da categoria. Além disso, Trindade pede que os manifestantes cumpram a lei e liberem 30% dos ônibus para o funcionamento.

O sistema de transporte alternativo faz roteiros em bairros periféricos como Cajazeiras, Subúrbio, Cabula, Vale dos Lagos, Boa Vista, Itapuã, Base Naval, Vista Alegre, Mirante de Periperi, Sussuarana, Castelo Branco e Boca da Mata.

Fonte: A Tarde

READ MORE - Trabalhadores do transporte alternativo de Salvador fazem paralisação

Campo Grande conta com 25 novos ônibus nas ruas

A Associação das Empresas de Transporte Coletivo (Assetur) e a Prefeitura fizeram nesta manhã (30) a entrega de 25 ônibus, todos adaptados, que passarão a compor a frota em Campo Grande. Hoje, 545 veículos atendem aos usuários, sendo 85% destes adaptados para pessoas com deficiência. Durante solenidade realizada na nova Central de Atendimento ao Cliente da Assetur, a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) deu posse a sete agentes de trânsito que passaram por todas as etapas do concurso público.

O prefeito Nelson Trad Filho, acompanhado do diretor-presidente da Assetur, João Rezende e do diretor-presidente da Agetran, Rudel Trindade Júnior, conferiu as novas instalações. No local também funciona o serviço de atendimento ao passe do estudante.

Foto: Denilson Secreta
Durante a solenidade, Rudel lembrou que atualmente 70 mil estudantes fazem o uso do passe gratuito. “É um número expressivo. Campo Grande se destaca nesta ação, em que viabiliza o transporte para o aluno ir à escola. A partir deste ano, milhares de estudantes passarão a fazer o cadastro do passe por meio da internet. Terão mais agilidade no cadastro. Trazer o atendimento a estes usuários para esta Central, localizada na região central, é sem dúvida um ganho para a população”.

Mobilidade
Existem atualmente em Campo Grande 420 mil veículos circulando pelas ruas. O número corresponde aos dados do Departamento do Transporte e Trânsito (Detran), atualizado nessa segunda-feira (29-08). Para garantir a fluidez no trânsito e agilidade tanto para pedestres e motoristas, seja de automóveis ou motocicletas, a Prefeitura investe em ações de prevenção e de organização do trânsito.

Com a frota sendo gradativamente substituída por veículos com ar condicionado, câmeras de segurança e outros equipamentos modernos, o usuário tem a garantia de um serviço de qualidade.


READ MORE - Campo Grande conta com 25 novos ônibus nas ruas

Mobilidade Urbana no Recife vai na contramão

Agamenom Magalhães, em vez de Corredor de ônibus, governo vai construir mais 04 viadutos
Que os terminais integrados de ônibus vai melhorar o sistema de transporte público na Região Metropolitana do Recife, isso não há dúvidas, porém só os terminais em si não resolverá o problema do transporte coletivo na cidade, pois do que vai adiantar um belo terminal, com boa estrutura, se em seu acesso não ter corredores de ônibus, O Blog Meu Transporte toma por base o terminal integrado Tancredo Neves, prestes a ser inaugurado, porém é fato que não será tão atraente devido a trafegabilidade, situado na Mascarenhas de Moraes e proximidades com a avenida Recife, este terminal entrará em operação com duas vias bem movimentadas e que na qual não tem corredores e nem faixas exclusivas para ônibus, ou seja, para se locomover de um determinado bairro para este terminal, o passageiro vai enfrentar os mesmos engarrafamentos que hoje passa, só que agora será de certa forma pior, pois se antes ele enfrentará os engarrafamentos pegando um só ônibus para o centro, agora ele vai enfrentar os mesmos engarrafamentos somados com a baldeação (integração com metrô ou outro ônibus), e pra piorar a situação, não existe projeto de corredores nestas duas vias, está realmente faltando planejamento ao governo do estado de Pernambuco, pois ultimamente o que estamos vendo é comissões e mais comissões de mobilidade, porém quem delega estas comissões não sabe nem o que é andar de ônibus, ou seja, delegam em números e não na realidade dos usuários.
E Para demonstrar a falta de prioridade, o tão sonhado corredor de ônibus da AV. Agamenom Magalhães foi adiado, porém o governo do estado resolveu que em vez de se construir um grande corredor, vai construir 04 viadutos como forma de aumentar a mobilidade e diminuir os engarrafamentos, uma moda cidade de São Paulo dos anos 90, na qual fará com que mais carros entrem em circulação, ou seja, uma medida totalmente contra o que dizem os especialistas e urbanistas.

Vale salientar que estamos prestes a atingir a marca de 1 Milhão de carros na Região Metropolitana, e o caos no trânsito não é mais amanhã, é agora, e se nada for feito de fato para melhorar o sistema de transporte público, iremos contar 10 mil novos carros por mês na cidade do Recife, em vez dos 5 mil que entram por mês hoje.
O que estamos vendo é uma falta de coragem para resolver o problema do transporte público que vai além das fantasias BRT’s, temos vias que hoje poderiam desde já ter faixas exclusivas para ônibus, como por exemplo a Av. Domingos Ferreira que tem 06 faixas em um único sentido e nenhuma exclusiva para ônibus, a Mascarenhas de Moraes que tem 04 faixas por sentido e nenhuma para os ônibus, fora outras vias como a promessa do corredor da Av. Norte que ficou também para trás, Av. Recife, Abdias de Carvalho entre outras, enfim falta coragem e planejamento a cidade do Recife e o Blog Meu Transporte estará nesta luta, denunciando as fantasias vias mangues e criações de mais e mais viadutos, que não resolverão o problema da mobilidade na Região Metropolitana, temos que pensar como o senhor Henrique Penhalosa, que transformou a cidade de Bogotá.
Blog Meu Transporte

Share |
READ MORE - Mobilidade Urbana no Recife vai na contramão

Curitiba: Linha Verde Norte contará com sete trincheiras

Se para o sul a Linha Verde não conta com o número suficiente de viadutos, na parte norte a rodovia contará um viaduto inteiramente reformado e mais duas trincheiras para facilitar a travessia da via. No primeiro da Linha Verde Norte, que tem a extensão de 2,3 quilômetros, o viaduto da Avenida Afonso Camargo será duplicado e ganhará um miniterminal de ônibus,
interligando a linha Leste-Oeste com o novo trecho de ônibus entre o Atuba e o
Pinheirinho.
Sobre o viaduto haverá uma estação-tubo, que terá uma escada de acesso a uma estação-tubo, que será construída embaixo do viaduto, na Afonso Camargo. Além disso, nesta primeira parte da obra serão construídas duas novas trincheiras: nas ruas Roberto Cichon e Agamenon Magalhães. No entanto, o projeto final da Linha Verde prevê um total de sete trincheiras, três binários e nove novas estações. "A própria topografia da parte norte da cidade exige um número maior de trincheiras", completa Rosângela.
Mais pistas
Assim como foi feito na parte sul, a Linha Verde Norte contará com duas vias para canaletas exclusivas para o transporte coletivo, seis pistas para o sistema viário (três em cada sentido) e duas vias locais de passagem (uma em cada sentido) e ciclovia.
As vias rápidas terão cerca de 11 metros de largura, o que permitirá a passagem de três carros. Na canaleta serão quase 9 metros de largura, para a passagem do futuro Ligeirão, em direção ao Atuba. Nas vias lentas, as faixas terão sete metros de largura, com espaço para estacionamento. Ao lado haverá ciclovias e calçadas feitas em blocos de concretos intertravados (paver).





READ MORE - Curitiba: Linha Verde Norte contará com sete trincheiras

TCE mira contratos do transporte de Diadema

O Tribunal de Contas do Estado investigará os contratos da Prefeitura de Diadema com a Locar Útil - Locações e Serviços e com a Transportadora Turística Benfica. Os acordos, firmados por meio de licitações públicas pela administração do prefeito, Mário Reali (PT), foram questionados por empresas derrotadas nos certames.

Segundo a corte, é procedimento padrão da entidade averiguar acordos dos poderes públicos. E que, constatada irregularidade, abrirá processo para apontar e multar responsáveis pelo contrato, que poderá ser cancelado.

A licitação para contratação da Locar Útil gerou polêmica porque a empresa pertence a Jacques Orlandino, um dos sócios da Transkomby Serviços. Em 2009, o Diário flagrou veículos da Transkomby em passeios turísticos pelo Zoo Safári de São Paulo durante horário em que deveriam prestar serviços à Prefeitura de Diadema.

Criada em agosto de 2009, a Locar Útil tinha como razão social Transkomby Locadora de Veículos, empresa distinta mas pertencente à família que gere a Transkomby Serviços. A Locar Útil tinha como proprietários Joni Orlandino e Nancy Orlandino. Nancy aparecia como representante no contrato firmado com a administração na gestão do ex-prefeito e deputado federal José de Filippi Júnior (PT).

Após encerramento da licitação, em junho, o governo informou que nenhuma das sete participantes do pregão apresentou impugnação ao resultado. A Locar Útil receberá R$ 6,180 milhões por 12 meses de vigência do acordo e terá de fornecer 113 veículos, que prestarão serviços para diversas áreas, como transporte de crianças com necessidades especiais.

Já o contrato com a Benfica foi questionado por participantes do certame. A concorrência para terceirização do transporte público - aprovada sob protestos na Câmara - também terminou em junho. A Viação Umuarama, no Paraná, e a Rodoviária Metropolitana, de Pernambuco, pediram cancelamento do resultado, mas a Comissão de Licitações da Prefeitura rejeitou os recursos.

A Benfica, que tem sede em São Caetano, ofereceu R$ 15,8 milhões para operar 40% das linhas de ônibus municipais - o restante está sob concessão da Viação Imigrantes. Trabalhará diretamente para cerca de 35 mil passageiros por dia. A contrato é válido por 15 anos, prorrogáveis por mais cinco. A viação terá de herdar dívida de R$ 110 milhões da ETCD (Empresa de Transporte Coletivo de Diadema).

O Paço, à época, garantiu que seguiu procedimentos da lei de licitações e deu amplo espaço para recursos. A Benfica começa a operar em novembro.




READ MORE - TCE mira contratos do transporte de Diadema

Manaus: Passageiros esperam ônibus nas paradas mas ficam a ver navios

Apesar do evento organizado pela Prefeitura de Manaus para a apresentação dos primeiros 350 ônibus da nova frota do transporte coletivo, o cidadão, o eleitor e o contribuinte, enfim, os usuários do sistema, dizem que não estão conseguindo ver esses ônibus nas ruas ou nas suas linhas, como foi anunciado pela prefeitura da capital, e o tempo de espera nas paradas é cada vez maior.

Nesta segunda-feira (29), em dois terminais de ônibus da capital, os repórteres Samara Souza e Charles Fernandes foram conferir a espera dos usuários pelo que não vinha e ouviram as reclamações de muita gente. No terminal 1 (T1), na Constantino Néry, a cozinheira Antônia Souza, que geralmente espera o ônibus 407 por uma hora, hoje, já estava no ponto a a 40 minutos. A manicura Rilsa Soares, também já esperava o 407 a uma hora. Todos os passageiros disseram que ainda nãotiveram oportunbidade de ‘pegar’ os ônibus novos.

No ponto das linhas 125, 540 e 541, dona Maria Oliveira  também disse que desconhecia a entrada dos ônibus novos na linha. “É uma hora na estação esperando o ônibus para ir para o Centro, sem passar nenhum”. Ônibus, segundo dona Maria, “só sucata!”.

No terminal 3 (T-3), Cidade Nova, Zona Norte, a movimentação da passageiros foi grande, pela manhã, mas, ônibus , que é bom, ... A estudante Rebeca Medeiros, que mora no Monte das Oliveiras, Zona Norte, já estava há meia hora esperando, e também não viu nenhum ônibus novo. Segundo ela, no Monte das Oliveira, os moradores até evitam sair de casa por causa da falta de ônibus.

O diretor da SMTU, Marcos Cavalcante, pede que os passageiros denunciem, por meio dos telefones 118, 3625- 2115/3625-2116.


Fonte: CBN

READ MORE - Manaus: Passageiros esperam ônibus nas paradas mas ficam a ver navios

Licitação dos transportes de Natal será apresentado no dia 09 de setembro

Se aproxima a data prevista pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) para a realização da licitação que vai escolher a empresa que vai fazer outra licitação: a dos transportes coletivos, prevista para março do próximo ano e que deve mudar as empresas que prestam serviços de transporte coletivo em Natal. No dia 9 de setembro, às 10h, serão apresentadas as propostas da tomada de preços, modalidade da licitação utilizada para contratações que possuam um valor estimado médio até o montante de R$ 650 mil para a aquisição de materiais e serviços, e de R$ 1,5 milhão para a execução de obras e serviços de engenharia.

As linhas de ônibus serão agrupadas em lotes, tal como ocorreu em outras capitais. O aviso de licitação foi publicado em 19 de agosto no Comprasnet, o portal de compras da Prefeitura do Natal. No site consta a planilha de custos detalhando o que a empresa de consultoria terá que fazer antes de montar o edital de licitação das linhas de transporte da capital. Entre as exigências, haverá um seminário introdutório, estudo econômico da situação atual e proposta, um novo modelo de gestão com apoio da Tecnologia da Informação (TI) e uma avaliação do ambiente competitivo.

Também constam proposições com sugestões de melhorias quanto à nova rede, quanto à política tarifária, dimensionamento da oferta, atendimento a portadores de necessidades especiais, indicações quanto ao arcabouço jurídico normativo, reestruturação do órgão gestor, definição do sistema de indicadores e metas, mecanismos de controle e fiscalização, e capacitação técnica.

Por fim, a empresa deverá realizar uma audiência pública, definir os objetos da licitação, elaborar a estratégia licitatória, definir a técnica dos lotes e fazer um estudo econômico financeiro deles para, finalmente, elaborar a minuta de edital e seus anexos. (Sérgio Henrique Santos)
 
Fonte: Diário de Natal

READ MORE - Licitação dos transportes de Natal será apresentado no dia 09 de setembro

Transalvador anuncia mudanças no trânsito por conta da Stock Car

Visando a segurança de pedestres, usuários de transporte coletivo e condutores de veículos em geral, a Superintendência de Trânsito e Transporte do Salvador (Transalvador) disciplinará o trânsito e o transporte durante o GP Bahia – Copa Caixa de Stock Car. A mobilidade urbana será garantida pelas seguintes mudanças na região do Centro Administrativo da Bahia e Av. Luiz Viana (Paralela), no período de 1 a 4 de setembro:

Transporte
Das 9h às 16h, do dia 4 de setembro, serão disponibilizados 40 agentes de fiscalização de transporte, cinco viaturas e quatro motos para garantir o bom atendimento aos usuários de ônibus durante a realização da Stock Car.

Estarão disponíveis 44 linhas, incluindo linhas da Estação Mussurunga, com 245 ônibus, mais uma linha especial operando com cinco veículos no seguinte itinerário: saindo da via marginal do Shopping Iguatemi (ponto do seletivo), seguindo pela Av. Tancredo Neves, Av. Paralela, retorno no Cond. Flamboyants e retornando pela Avenida Paralela, Estação Rodoviária, Av. ACM, Av. Tancredo Neves, via marginal do Shopping Iguatemi (ponto do seletivo).

Seis linhas especiais do Sistema de Transporte Complementar (amarelinhos) com 14 veículos também estarão disponíveis, saindo do Subúrbio, das Cajazeiras, da região do CIA – Aeroporto, São Caetano e Praia do Flamengo. A frota reguladora com nove veículos estará disponível na Estação Pirajá e Estação Mussurunga.

Pontos de táxi:
•   Início da 1ª Avenida
•   Início da 2ª Avenida   
•   Entrada da Estrada da Sussuarana (próximo ao Bradesco)
•   Início da 4ª Avenida
A Transalvador informa que serão disponibilizados 19 agentes de fiscalização de transporte especificamente para os táxis, duas viaturas e duas motos.

Trânsito
De 1 a 4 de setembro de 2011, 88 prepostos de fiscalização de trânsito, 25 viaturas, 13 motos e quatro guinchos monitorarão o trânsito no entorno do circuito no CAB – Centro Administrativo da Bahia – e disciplinarão o estacionamento de veículos nas avenidas Luiz Viana (Paralela), São Rafael e Pinto de Aguiar.

Os agentes irão atuar nas seguintes localidades:
•  Setor I – Avenida 4.
•  Setor II – Avenida Paralela (do Viaduto Canô Veloso ao Viaduto Leonel Brizola).
•  Setor III – Avenida Paralela (do Viaduto Leonel Brizola ao Supermercado Extra).
•  Setor IV – Avenida Pinto de Aguiar e Av. São Rafael.
 
Estacionamento
A Transalvador informa que o ingresso para o evento permite o acesso ao estacionamento da Stock Car. Os estacionamentos públicos ficarão na faixa à direita da Av. Luiz VianaFilho  (Paralela), na Avenida Pinto de Aguiar e no estacionamento do Estádio de Pituaçu, antes da Universidade Católica do Salvador.

Informações: Bahia Toda Hora

READ MORE - Transalvador anuncia mudanças no trânsito por conta da Stock Car

População define o atendimento do transporte coletivo em Jaraguá do Sul

Você está satisfeito com o serviço do transporte público em Jaraguá do Sul? Calma, não precisa responder agora. Suas impressões podem ser transmitidas durante todo o mês de setembro a um dos pesquisadores do IPC (Instituto de Pesquisa Catarinense), que devem abordar os usuários nos ônibus e nas ruas para fazer um raio-x do atendimento no município.

A Pesquisa de Mobilidade Urbana que será desenvolvida pelo IPC, vencedor da licitação no valor de R$ 74 mil, começou sexta-feira em uma fase de testes. “Eles já estão nos pontos e começaram a abordar a população, mas a intenção é ajustar as perguntas e garantir que nenhum aspecto seja ignorado”, explica o diretor de Trânsito, José Antônio Schmitt. A fase oficial da pesquisa começa no dia 2 de setembro e continua durante todo o mês.

O objetivo do estudo, segundo o diretor, é ter dados concretos sobre a opinião pública antes de fazer qualquer alteração na prestação de serviço. “Sabemos que existem reclamações do transporte coletivo e que há falhas no serviço, então teremos algo oficial em que poderemos nos basear”, explica Schmitt. As perguntas incluem fatores como o preço dos passes, horários dos ônibus, conduta dos motoristas, condição dos veículos e a localização dos pontos de ônibus.

A expectativa é de que o estudo seja entregue à Prefeitura no início de outubro, após o balanço que a empresa realiza com as informações coletadas. Depois, o relatório é passado à prefeita Cecília Konell e ao Conselho Consultivo de Transportes e Trânsito, que tem representantes da Viação Canarinho e do qual Schmitt é presidente. Ainda não se sabe quando as possíveis mudanças começam a ser colocadas em prática, após o resultado da pesquisa.

Representação ainda sem resposta

No dia 12 de agosto, o presidente do Diretório Central dos Estudantes da Católica de Santa Catarina, Luís Fernando Almeida, protocolou no Ministério Público uma representação tratando de supostas irregularidades na prestação de serviço da Viação Canarinho, responsável pelo transporte público no município. O documento questiona melhorias que deveriam ter sido feitas pela empresa, como 11 mini-terminais rodoviários urbanos, a implantação do passe único e a construção de um novo terminal rodoviário urbano.

Por enquanto o Ministério Público ainda não se manifestou, mas a expectativa é de que alguma mudança aconteça até o final da próxima semana. “O caso é complexo e há muito a analisar. Provavelmente a intenção é garantir que não existam equívocos”, explica o presidente. Segundo ele, há ainda uma possibilidade de instauração de um inquérito criminal, dependendo da análise dos critérios descumpridos do contrato.


READ MORE - População define o atendimento do transporte coletivo em Jaraguá do Sul

Poluição sonora incomoda usuários de ônibus em Palmas

Na capital, as compras no supermercado, na farmácia, na loja de roupas, de eletrodomésticos, a viagem de ônibus até o trabalho e o passeio no shopping são comumente embaladas pelo som estéreo do alto falante. Quando o barulho ensurdecedor das caixas de som e megafones no volume máximo no som das lojas ou o passageiro que escuta música no celular sem fone de ouvido podem ser considerados poluição sonora?
Segundo o designer gráfico Gustavo Soares, no transporte coletivo palmense, o usuário precisa enfrentar uma verdadeira batalha sonora quando anda de ônibus, já que no dentro dos coletivos, além do som do rádio ligado pelos próprios motoristas, muitos passageiros ainda escutam música alta no celular.
“Desde cedo, o rádio do ônibus fica ligado e para completar, alguns passageiros ainda escutam música no celular sem fone de ouvido. Já peguei ônibus em que três pessoas estavam escutando música no telefone ao mesmo tempo sem fone. Vira uma bagunça. As pessoas precisam aprender a ter etiqueta, até mesmo dentro do transporte coletivo. Isso é poluição sonora”, destaca Gustavo.
A poluição sonora ocorre quando num determinado ambiente o som altera a condição normal de audição. Embora ela não se acumule no meio ambiente, como outros tipos de poluição, causa vários danos ao corpo e à qualidade de vida das pessoas.
O ruído é o que mais colabora para a existência da poluição sonora. Ele é provocado pelo som excessivo das indústrias, canteiros de obras, meios de transporte, áreas de recreação, etc. Estes ruídos provocam efeitos negativos para o sistema auditivo das pessoas, além de provocar alterações comportamentais e orgânicas.
Fonte: Jornal Primeira Página

READ MORE - Poluição sonora incomoda usuários de ônibus em Palmas

Em Juiz de Fora, Três linhas de ônibus têm itinerários alterados

A Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) promove, a partir da próxima quinta-feira, 1° de setembro, alterações em três linhas de transporte coletivo urbano. Passam por modificações em seus itinerários as linhas 442, 510 e 742. As mudanças têm o objetivo de melhorar o serviço prestado à população.

A linha 442 (Alto Santo Antônio) terá seu itinerário alterado conforme a seguir:
Sentido Centro / Bairro: Rua Primeira Vitória, rua Segunda Vitória, rua Porto Seguro, rua da Coragem, rua dos Vencedores, em frente ao n° 77 (ponto final).Sentido Bairro / Centro: Rua dos Vencedores, em frente ao n° 77 (ponto final), rua Primeira Vitória, …

O horário da linha 510 (Dom Bosco) que sai do bairro às 6h35 aos sábados, domingos e feriados realizará o itinerário da linha 515 no sentido Bairro / Centro antes de iniciar sua operação no ponto final, conforme a seguir:
Sentido Bairro / Centro: Rua Maria Sá Barreto, avenida Waldir Pedro Monachesi, rua Umberto Nery até a rua L – retorna, rua Umberto Nery, avenida Waldir Pedro Monachesi, …

A linha 742 (Rosário de Minas) deixará de estender até a rua Júlio Dionísio Cardoso (Distrito Industrial) nos dias úteis e aos sábados, devido à inexistência de demanda.

Os novos quadros de horários estarão disponíveis na sede da Settra (Rua Maria Perpétua, 72, Ladeira) ou no site da Prefeitura, a partir do dia 1° de setembro.
Treze linhas de ônibus terão itinerários alterados a partir do dia 1º de setembroSete linhas de ônibus têm horários e/ou itinerários alterados em Juiz de ForaUsuários de transporte público reclamam de buraco em ponto de ônibus da Rio Branco.


READ MORE - Em Juiz de Fora, Três linhas de ônibus têm itinerários alterados

Em Curitiba, Sindimoc mantém manifestação na quarta

O Sindicatos dos Motoristas e Cobradores do Transporte Público de Curitiba e Região (Sindimoc), avisa que a passeata que será realizada na próxima quarta-feira em protesto contra as multas recebidas pelos profissionais, está mantida. A manifestação sai da sede do sindicato e segue até a Prefeitura de Curitiba. Motoristas e cobradores pedem a revisão das multas aplicadas pela Urbs aos trabalhadores do transporte coletivo de Curitiba e Região Metropolitana.

Na sexta-feira, uma reunião do Sindimoc com a Urbs, ficou definido que a empresa vai fornecer aos cobradores de estações tubos roupas apropriadas para os períodos de frio além de suspender as multas dadas àqueles que estavam com outros tipos de abrigo para o frio, fora do padrão determinado pela Prefeitura. Depois que esse tipo de multa veio à público em matérias na imprensa, a Prefeitura anunciou que iria revisar o estatuto que rege a atividade de morotistas e cobradores.
A passeata foi mantida porque além da multa contra cobradores das estações-tubo, o Sindimoc também quer que outras penalizações aplicadas contra a categoria sejam revistas. Um outro exemplo é a multa dada ao motorista que atrasa o horário da sua linha. O Sindimoc argumenta que esse tipo de multa é injusta, já que quase sempre os atrasos não são culpa do profissional, mas sim do trânsito caótico da Capital.



READ MORE - Em Curitiba, Sindimoc mantém manifestação na quarta

Prefeitura de Campo Grande vai romper contratos com as empresas de ônibus

As empresas do transporte coletivo de Campo Grande e a Prefeitura Municipal devem romper o contrato de concessão do serviço na semana que vem, conforme disse na manhã desta segunda-feira (29) o diretor-presidente da Assetur, João Rezende, no Seminário de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana no auditório do Crea. 

“É preciso que as empresas de transporte tenham saúde operacional e financeira. A prefeitura não quer aumentar o valor do passe e as empresas não tem como fazer os investimentos exigidos pelo Pac Mobilidade. Então o nosso setor jurídico está conversando com o da prefeitura, porque a solução mais viável seria o rompimento de contrato. Se tudo der certo, será firmado na semana que vem”, afirmou João Rezende.

O diretor presidente da Agetran, Rudel Trindade, explicou que a ideia era buscar uma alternativa para que ninguém saísse perdendo. “O prefeito ficou aborrecido e suspendeu a conversa com os empresários. Após os empresários refletirem melhor, chegamos a um acordo e vamos utilizar o equilíbrio e bom senso para finalizar o contrato”, disse.

Rudel Trindade disse ainda que deve ir na quarta-feira (31) a pedido de Nelsinho Trad à Universidade do Paraná para participar de uma palestra com Luiza Gomide, do Ministério das Cidades. “Não podemos deixar de perder o foco na obtenção de recursos para Campo Grande”, finalizou. 
 

Fonte: Midiamax

READ MORE - Prefeitura de Campo Grande vai romper contratos com as empresas de ônibus

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960