Programa de ônibus híbrido é inaugurado no Rio

quarta-feira, 8 de junho de 2011

O Rio de Janeiro é a primeira cidade do país a testar ônibus híbridos como parte do Programa de Teste de Ônibus Híbrido & Elétrico da CCI/ C40. O município inicia os testes neste mês e, na sequência, ele irá para as outras cidades. O programa tem como meta desenvolver um mercado para ônibus de baixa emissão de carbono na América Latina e foi desenvolvido por requisição de cidades da rede C40.

O transporte rodoviário responde por 90% das emissões geradas em transporte na América Latina, metade das quais são produzidas pelo tráfego de passageiros. Ao longo dos próximos 14 meses, o desempenho ambiental e os benefícios econômicos de aproximadamente 10 ônibus híbridos e elétricos de diversos fabricantes serão testados em cidades da Rede C40 incluindo Bogotá, Curitiba e São Paulo, assim como no Rio de Janeiro. Os ônibus serão testados em condições reais de circulação, nos centros urbanos e em linhas de corredores expressos BRT. Os testes no Rio de Janeiro, que serão feitos em viagens da linha 123 (Central - Copacabana) tiveram início na tarde desta terça-feira, logo após a cerimônia de lançamento dos testes.

Os resultados dos testes de cada cidade serão utilizados na elaboração de recomendações que a CCI irá preparar em 2012 ao final do Programa, para o desenvolvimento do mercado de ônibus híbrido e elétrico na América Latina. Tal análise contemplará as barreiras para incorporação da tecnologia tanto do ponto de vista de suprimento como de demanda, com objetivo de estimular a produção regional de ônibus híbrido ou elétrico. Os dados obtidos irão definir a confiabilidade de ônibus híbridos e elétricos, estimar redução de emissões e os custos de ciclo de vida, e identificar outros benefícios e mecanismos para reduzir os custos e riscos associados à adoção da tecnologia de ônibus híbridos e elétricos. Com base em resultados esperados, o programa visa catalisar a introdução no mercado de 9 mil ônibus entre as cidades e reduzir as emissões anuais de dióxido de carbono em 556 mil toneladas até 2016.


Ônibus hibrido e elétrico são formas de transporte com baixa emissão de carbono. Ônibus híbridos normalmente são alimentados por um motor convencional de combustão interna e um sistema de propulsão elétrica que captura, armazena e reutiliza energia que de outra forma seria perdida no sistema de frenagem. Um sistema hibrido reduz consumo de combustível e emissões correspondentes, em alguns casos gerando 30% menos emissões de CO2 que um ônibus tradicional a diesel. Um ônibus elétrico possui baterias e como veículos elétricos, podem ser recarregados ao serem conectados em uma estação de energia elétrica para recarga. As emissões geradas por um ônibus elétrico podem ser próximas a zero se a eletricidade usada para a recarga for proveniente de fontes de baixa emissão de carbono.


1 comentários:

Anônimo disse...

Gostei do seu blog e bom conteudo ja estou seguindo voce abraços
http://blogandodemadrugada.blogspot.com/

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960