Protesto contra aumento de ônibus termina em confronto com a polícia em SP

terça-feira, 26 de janeiro de 2010


Um protesto contra o aumento da tarifa de ônibus em São Paulo terminou em confronto com a polícia no fim da tarde de domingo (25). No aniversário da cidade, em frente à Sala São Paulo – região central, próximo à estação da Luz os 100 manifestantes foram dispersados com uso de bombas de efeito moral e três estudantes foram detidos e encaminhados ao 3º Distrito Policial. Por volta das 0h desta segunda-feira (26) os estudantes haviam sido liberados.
O local recebia a cerimônia de posse do novo reitor da Universidade de São Paulo João Grandino Rodas. A escolha do local deveu-se, segundo os organizadores da Rede Contra o Aumento da Tarifa, à presença do governador de São Paulo José Serra (PSDB). Além das passagens de ônibus municipais, novos reajustes devem ocorrer no Metrô, trens (CPTM) e ônibus intermunicipais (EMTU). Estudantes da USP também reivindicavam mais democracia na universidade.

No dia 4 de fevereiro, quinta-feira da próxima semana, um novo protesto está marcado para o centro da cidade. A concentração ocorre em frente ao Teatro Municipal, na praça Ramos, às 16h30, segundo o blogue "Barra aumento".

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960