Trânsito recebe nota três de paulistanos em pesquisa feita pelo Ibope

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Estudo revela que aumentaram pessoas que usam transporte público.

O trânsito ganhou nota três, em uma escalada de zero a 10, em uma pesquisa realizada pelo Movimento Nossa São Paulo e Ibope divulgada nesta sexta-feira (18). A pesquisa também revelou que os paulistanos gastam, em média, duas horas e 43 minutos por dia nas idas e vindas de casa para o trabalho.
O estudo revela ainda que aumentou o número de pessoas que usam o transporte público, mas também cresceu o número de motoristas nas ruas - mais gente está usando o carro.
Para 92% dos paulistanos, a poluição é um problema grave. E ela afeta mesmo o organismo. Segundo o Laboratório de Poluição da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), as avenidas concentram maior quantidade de poluição, e ficar parado nesses "pontos negros" aumenta o risco de infarto, doenças respiratórias e até câncer.

“A nossa conta é um cigarro para cada duas horas no trânsito. Então, quando você foi e voltou para casa, fumou entre um cigarro e meio e dois cigarros sem saber. Não é como ser um fumante, mas eu posso dizer que, se existe uma lei antifumo, que está sendo implementada, também devia existir uma lei anticarro”, afirma Paulo Saldiva, coordenador do laboratório da USP.
Enquanto aumentou o total de paulistanos com carros, cresceu também o número dos que usam o transporte público todos os dias. O campeão de adesões foi o Metrô, com 13% a mais de passageiros.
Segundo o estudo, 89% são favoráveis à ampliação da Marginal Tietê. “De início, ela complica um pouco o trânsito de São Paulo, que já é caótico, mas é uma alternativa que vai ser boa para o paulistano”, opina o engenheiro André de Castro. Se 56% dos paulistanos pudessem escolher, optariam por investir os recursos no transporte coletivo, mostrou a pesquisa.
READ MORE - Trânsito recebe nota três de paulistanos em pesquisa feita pelo Ibope

No Rio empresas de ônibus vão investir R$250 mil em novos veículos no estado

As empresas de ônibus ligadas à Rio Ônibus e à Fetranspor anunciaram que vão investir em torno de R$250 milhões na aquisição de mil coletivos novos para circular em vários municípios da Região Metropolitana do Rio, até o final do Ano. A decisão foi tomada diante da regulamentação das vans intermunicipais.
De acordo com a assessoria de imprensa do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro), cerca de 200 novos veículos serão agregados à frota ainda em setembro, atendendo a população da Baixada Fluminense, Niterói e São Gonçalo.
Segundo os empresários - que prevêem a oferta de cinco mil novos empregos, já que cada ônibus representa, em média, cinco postos de trabalho - a regulamentação do transporte complementar pelo governo do estado deu a garantia legal necessária para que estes investimentos fossem viabilizados.
READ MORE - No Rio empresas de ônibus vão investir R$250 mil em novos veículos no estado

Rio aumentará transporte coletivo no Dia Mundial Sem Carro

Para evitar transtornos no Rio no Dia Mundial Sem Carro, marcado para esta terça-feira, as concessionárias de transporte público aumentarão as frotas em circulação. O Metrô funcionará em regime de horário de pico durante todo o dia e as empresas de ônibus do município vão aumentar em 10% o número de veículos nas ruas.A SuperVia, concessionária que administra os trens, está preparada para colocar mais vagões em circulação de acordo com o possível aumento na demanda de passageiros. Durante o Dia Mundial Sem Carro, o Centro será especialmente fiscalizado pela Guarda Municipal e pela Secretaria municipal de Transportes. Será proibido o estacionamento de veículos num importante quadrilátero do Centro formado pelas avenidas Rio Branco e Presidente Antônio Carlos e pelas ruas da Assembléia e Santa Luzia.
Quem desrespeitar as restrições, será multado. Pela primeira vez, o Rio tentará passar 24 horas com menos poluição no ar.
READ MORE - Rio aumentará transporte coletivo no Dia Mundial Sem Carro

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960